|

25 de nov de 2006

Um Lamento


...E, já estou um pouco ou muito cansado...como a música ´´I´m So Tired`´, do Beatles...

I'm so tired, I haven't slept a wink
I'm so tired, my mind is on the blink
I wonder should I get up and fix myself a drink
No,no,no

Essa música ouve-se sempre aqui em casa...Apesar de não ser minha de propriedade, apenas moro, meio que temporário....não sei até quando. A canção parece que é propositalmente direcionada a quem escreve a vocês esse lamento, me desculpem. Confesso que estou um pouco adoentado desde ano passado.Sei que minha saúde está debilitada, também, que não sou prioridade na vida deles. Acho até que já fui, mas hoje não mais. Eles mudaram, não precisam tanto do que faço. Hoje sou como um brinquedo.

Os meninos não me deixam em paz, me usam todo o tempo, as vezes quero dormir, e me deixam aqui, podiam pelo menos, por consideração, sem a tv ligada, sem desenhos, jogos ou filmes. As vezes quero silencio. Dou graças a Deus quando todos saem, e apenas a arrumadeira fica. Ela não fala , muito menos mexe comigo. Limpa o local onde estou, e me passa um produto. Não sei porquê, vivo trancado em casa. Jamais vou ter câncer de pele.

Moro nessa casa desde 2002... Cheguei aqui um pouco antes da Copa do Mundo. Tudo bem, não pago nada, só gasto mais energia elétrica. Ele reclama, mas paga. Nos primeiros dias, senti que a vida seria dura. Naquela época quatro me importunavam, e até brigavam pela minha companhia. Tinha horário pra tudo. Hoje ainda brigam, mas apenas dois. Ele, o dono da casa, fica nervoso com isso, e me manda dormir. A menina mais velha, já não mora mais aqui. Sinto saudades dela. Agora, dois ´´aborrecentes´` me ´´torram`` a paciencia, mas até que gosto, são crianças.

O que sei é que não estou em estado terminal. Fiquem tranquilos.É apenas um vírus, que nem sei o nome. Atacou-me pra valer essa semana. Os sintomas talvez vocês conheçam: estou tremendo, com desmaios, lentidão para assimilar coisas, e total falta de motivação. Meu cérebro parece que pára. Vocês entendem? Já passaram por isso?

Eles perdem a paciência comigo e colocam-me para dormir, sempre com xingamentos...filho da´´#%$#@....vá tomar no %&*&¨¨$#...e por aí vai...mas é só na hora da raiva. Coisa de família, se é que posso ser considerado assim.Hoje, ele, o dono da casa, falou que só pode me levar para uma clinica, semana que vem. Só me resta aguardar. Antes fico meio desesperado, penso que vou ´´apagar´´.Quando não fico tremendo, até que dá para fazer alguma coisa.

No mais, ainda existo. Fico feliz por estar aqui. Sei que me amam. Sou valorizado na casa apesar de tudo. Ele, o dono da casa, gasta um pouco do salário dele só com fortificante para que eu não fique tão lento.Vem até um extrato mensal com as despesas.Eles dependem do que eu faço, quando estou bem de saúde. Guardo alguns secredos deles. Sou bom para eles. Acho que fiz a vida deles mais feliz, pois, apresentei-lhes a um mundo de amigos.

Beijos e abraços


No Gramophone: ´´I´m So Tired`´, The Beatles.


Boas vindas à Eni, Paty, Vivi e Naeno Rocha.


Escrito por Sergio Nasto,
às 09:51


18 de nov de 2006

Não Preciso do Tempo


Esqueci o meu silencio
Nos ponteiros, nos letreiros
O dela senti em tantos lugares
Que parou o tempo
E ignorou o vento

Tudo reduzido a nada.
Nada como acontecer
Tudo o que não aconteceu.
Ilusão perdida?
Saudade esquecida?
Talvez..

Na madrugada, ele, o silencio
Soou como despedida
Hoje, não preciso do tempo
Não adianta voltar o relógio
Eu não uso.
Como a vida, não cumpro horários.


No Gramophone : ´´ So Far Away``, Donavon Frankenreiter.

Boas Vindas à Lu Brasil, Vi, e Raquel


Escrito por Sergio Nasto,
às 01:59


11 de nov de 2006

Onde Mora o Sol

...E, algumas coisas no nosso dia-a-dia são supérfluas, outras consideramos assim. Alguns dias na nossas vidas aparecem esses dois tipos. Então, já que estamos felizes, e isso de maneira alguma é supérfluo, vamos ao encontro a algo maior, algo pleno, que nos faça pelo menos uma vez na vida, completos. Partimos para onde mora o sol.

Dia desses, voltando de uma viagem ao interior do estado, depois de dois dias e uma boa noitada com os amigos à beira-mar, saímos cedo da pousada, resolvemos tomar o café da manhã no meio da estrada. Paramos vinte quilômetros depois num pequeno e simples restaurante, que acabara de abrir as portas.A senhora ainda arrumava as mesas na sala.

Tudo direitinho, tudo limpinho, e um de nós perguntou: ?A senhora serve café da manhã?``. A resposta veio rápida e negativa, mas cheia de boa vontade em ajudar, nos indicando o restaurante do posto de gasolina. Não tínhamos pressa, tudo bem. A manhã estava prequiçosa, e aquele sol morno, leve já deixava uma saudade dos dias anteriores. Seguimos o caminho.

Foi preciso apenas alguns metros para a dúvida: ?Vocês leram o menu na parede??. A resposta de todos veio rápida e afirmativa. Voltamos. A senhora, mais uma vez, prontamente nos atendeu com uma interrogação e um sorriso no rosto. E claro, nós também. Perguntei se o menu estava valendo. Ela disse que sim, que tinha tudo.

O menu anunciava: Pão, Queijo, Presunto, Hambúrguer, Café, Leite, Vitaminas e Sucos de Frutas. Tudo o que precisávamos estava ao nosso dispor. A simpática senhora caprichou no banquete. Comemos à vontade, e retornamos satisfeitos à bela estrada de coqueirais e mar azul. E por muito tempo não esqueceremos esse episódio.

Ninguém entendeu?.Eu explico: Aqui, em Maceió, o café da manhã é um pequeno almoço ( café regional) composto de Cuzcuz de Milho, Aipim ( Mandioca/ Macaxeira), Iame (Cará), acompanhado de um bom preparo de Carne, que pode ser ao molho, assada, ou frita (Carne de Sol). Ainda para quem desejar e o restaurante servir, pode optar por um Peito de Frango ou o Frango ao Molho. Uma delícia.

Acreditem, se um dia vocês seguirem para onde mora o sol, nada disso é supérfluo.

No Gramophone : ´´ La Belle de Jour``, Alceu Valença.

Boas Vindas à Betty, Maitê e Cristiane


Escrito por Sergio Nasto,
às 01:55


7 de nov de 2006

Cecília


Quem me ver assim
Não sabe a força que me consome e tenho
Para que eu atenda e entenda
Todos os sons que ouço
E falo

Quem me enxerga assim
Não percebe que minhas
Mãos seguram mais fortemente
Os corações e as flores
Pois deles dependem vidas
E emoções.


Esse post faz parte da Blogagem Coletiva em homenagem à Cecília Meirelles, idealizada pela Cris

No Gramophone: ´´ Você`´, Leila Pinheiro.

Boas Vindas à Monica e Bia Ferreira

Os comentarios do post anterior foram respondidos


Escrito por Sergio Nasto,
às 15:27


2 de nov de 2006

Conjugação, Reflexão e Pergunta


Nós queremos
Eles não querem.

O Nosso país é enorme, como grande é seu povo
É tão grande que cabe tudo em seu território e corações
Todos os povos, todas as religiões, todas as nações
Então, não deixem que maltratem e arranquem pela raiz.
Quem tanto trabalha, vive e ama esse país.

Essas últimas eleições, quando o correto é libertar o país.
Deixou-o mais preconceituoso e duvidoso
Não com negros, não com brancos, não com pobres, não com ricos.
Mas com todos
Todos os analfabetos,e com os semi-analfabetos.
Como se eles fossem a escória, o lixo, como se não existissem.
De fato e de direito
Como se trouxessem a marca no peito
´´ Eu não sou gente, podem me culpar``

Essa gente que parece nada ver
Entende muito mais de vida
Do que muita gente que pensa saber.
Converse com um pescador
Dialogue com um motorista
Troque idéias com o zelador
Peça sugestão ao taxista
Tudo isso é conhecer, viver
Esses não pensam no pior
Esses pensam, querem ser
Esses querem um país melhor
São verdadeiramente Brasis

Um deles pergunta, não escreve, diz:
- Quem, na sua imensa sabedoria, poderia, com certeza, me responder:
Os piores brasileiros somos nós, os donos da terra, mas que por conta do trabalho,
Somos analfabetos, não sabemos ler, nem escrever...
Ou são aqueles letrados, estudados, diplomados, arrogantes, que tudo sabem, tudo lêem
Que fazem o poder, e usam o voto de má fé?
Eles roubam, enganam, matam, seqüestram,
E fazem todo mundo entender
Que somos nós os culpados da situação dessa sofrida gente
E fazem todo mundo aceitar
Que da desgraça do país eles, os maiorais, imorais, são inocentes.

Não precisa ser inteligente para ouvir e votar
Para entender o que é certo e errado
Então, não nos culpem
Pois, é preciso vergonha, caráter, limpeza, integridade,
idoneidade, moral, sentimento e coisa e tal
Para ser um político presente
Isso eles jamais terão.
Nós teremos sempre


No Gramophone : ´´ Trem de Doido``, Lô Borges.


Boas Vindas ao Nilceu

Amigos!! Férias!!!
Estarei fim de semana onde mora o sol, onde o dia é mais feliz e bonito. Segunda, responderei e visitarei à todos. Beijos e abraços.


Escrito por Sergio Nasto,
às 20:14


| Sites e blogs favoritos |
Jady|Cintia|Cecilia|Guga Flaquer|Rackel|J. Neto|Euza|Carol|Bandeiras| Babi Soler|Natalia|Morcego|Drica|Claudia| Teti| Sidnei|Sieger | Lulu | Beti Timm|Ju|Katia|Eliana|Advi|Mirella|Raquel|Talita | Gisele|Luciana|Van |Juliana|Menina |Luana|Micha | Meninas/a>|Sonia | Dácio Jaegger| Monica Montone | Ana | Alê|Josi|Liz|Marcos | |Giovana Manzoli |Grace|Mario|DO| Be| Pepê|Katia| Mirza|MaithII|Luma|Janaina|Lia|Rosa|Cris Penaforte| Lino| Saramar|Mani|Ana Pontes| Raquel Moniz|Meire| Cilene|Sandra Turner|Fernanda|Hiran|Dalva|Mary|LilianePaula| Edgar|Magui|Sammyra|Mere|Tina Harris|Tina|Monica Cabral||Bel| Laura|Veronica|Elvira|Alice|Fabiola|Maith|Kall|Keila|Cejunior| Patty|Elisabete|F.|Marconi| Daniele|Barbara|Loba|Euza|Di|Fred|Vivi|Lili|Vera|Georgia| Elis|Paulo|PauloII|
| Arquivos |
02.2005 03.2005 04.2005 05.2005 06.2005 07.2005 08.2005 09.2005 10.2005 11.2005 12.2005 01.2006 02.2006 03.2006 04.2006 05.2006 06.2006 07.2006 08.2006 09.2006 10.2006 11.2006 12.2006 01.2007 02.2007 03.2007 04.2007 05.2007 06.2007 07.2007 08.2007 09.2007 10.2007 11.2007 12.2007 01.2008 02.2008 03.2008 04.2008 05.2008 07.2008 10.2008 11.2008 12.2008 01.2009 04.2009 06.2009 07.2009 08.2009 09.2009 11.2009 12.2009 02.2010 04.2010 05.2010 06.2010 07.2010 11.2010 12.2010 04.2011 08.2011


| Créditos |
Blogspot | Getty Images | Haloscan | Inversa


<body> <BGSOUND SRC="musicas.mid" LOOP="INFINITE">