|

25 de ago de 2005

Ao Que Virá

...E, na semana passada, numa roda de amigos, comemorando um ano de solteira de uma amiga, conversávamos sobre relacionamentos desfeitos, incompletos e satisfatórios. Do grupo de nove à mesa, entre chopp, caldos e petiscos, percebemos que seis estavam solteiros, depois de pequenos relacionamentos. A maioria se sentia decepcionado com a recepção que as pessoas estavam dando a solteiros-recém-separados, como se fossem cafajestes e não quisessem nada, Inclusive na mesa havia quatro do time feminino, que também, passava pelo mesmo problema.

No final, todos concordaram que é sempre bom ficar um tempo sozinho depois de um casamento desfeito, ou namoro não resolvido. Com esse tempo olhamos de outra forma os passados anos ruins de vida a dois, e aprendemos muito quanto ao respeito a espaço, coisa que normalmente não exergamos no dia-a-dia. Notar e anotar as transformações a que se passa. A mudança nos sonhos e atitudes. Esse tempo, não é bom durante a relação, isso concordamos também. Um achou que era importante, quando o casal mora com os pais, ou com filhos. Pode ser, mas, depois que partimos seriamente e sabiamente para um casamento, é claro, que o ideal é ter seu próprio lar, e no fundo, todos querem criar seus filhos o melhor possível.

O que todos perceberam é que não encontraram relacionamentos satisfatórios a ponto de pensarem em retornar a vida a dois. Penso que é como se ficássemos mais seletivos, ou não quiséssemos mais cometer o mesmo erro. Os encontros que queremos não são ou não parecem ser tão românticos como queremos. Parece que nos testam, e cada relacionamento surge o fantasma do ´´ até onde ir``. Todos na mesa tiveram suas decepções depois, foram felizes por um tempo, mas depois as coisas desandaram, e o parceiro ou a parceira, começou a cobrar coisas normais para quem nunca teve um relacionamento mais maduro. Mas foi unanime a opinião sobre a esperança numa nova chance para ser feliz.

Para encontrar essa felicidade não precisamos chorar ao beber um gole de vinho com saudades dessa ou daquela pessoa, e tambem, não precisamos ficar caindo por amores a toda hora. É a chance que queremos pra mudar, afinal, quando nos separamos o principal horizonte é fazer tudo diferente, ou parcialmente, esperando que a vida lá na frente nos mostre algo de bom, porque o a vida no momento está um caos. Mas, a espera pode valer muito a pena, e quem tanto queremos encontrar, está ali na nossa frente.

É preciso aceitar nosso limite, e muitos se dão mal porque não esperam a cama esfriar, e logo alguém chega de mala e cuia para o lugar de quem saiu. Com o tempo, vemos que não é bem assim, e não há necessidade disso. Precisamos de tempo, agora sozinho, para colocar nossas novas atitudes em ordem. Não temos mais ninguém para nos pedir e nem nos dar tempo. O tempo somos nós, e ele nos dirá tudo. Temos tempo para refletir, falar, pensar, criar, e viver, principalmente. Viver sozinho não é o fim do mundo, e nem sempre estar com alguém é estar feliz. Isso todos concordamos, e brindamos a nossa bela e infindável vida de solteiro, e nosso sonho ainda de encontrar um grande amor.

No Gramophone : Sua Estupidez, Roberto Carlos.

Comentando os comentários:

Morcego: (1) É verdade, mas é uma sorte ter um amor tranquilo...(2)Não sei ao certo o que não deu certo, foi como lição de vida..(3)Até hoje tenho saudades, e sempre que nos falamos, brindamos com alegria o nosso passado.

Canceriana: (1) Até que não penso se foi na hora errada, acho que a nossa juventude não nos deixou ver o que era preciso naquele momento...(2) Foi um tempo mágico, e eterno enquanto durou..(3) Mais ou menos tudo isso que você falou.

Anita: (1) É, foi lindo, e ficou como nossa música...(2)Como falei pro Morcego, é sorte ter um amor tranqüilo.

Jady: Obrigado!

DO: (1) Essas histórias é que nos conduz a plena felicidade...(2)E, vivê-las, então, nem se fala.

Jackie: (1) Pois é, o amor que eu queria era amar e ser amado, mas na minha juventude não imaginava o que o real sentimento se transformaria...(2)E ele foi eterno, é eterno, sinto isso sempre que nos encontramos...(3) Tomara que eu ainda encontre um amor...(4) Ah, gosta do Beto Guedes? Legal!...(5) Sem problemas, a gente vai ter tempo pra conversar.

Teti: (1) É bom seguirmos esse sexto sentido, tem gente que fala como se não fizesse parte de seu próprio ser...(2) Lendo isso que você escreveu, não é para ter dúvida dele...(3)No fundo o tempo nos diz o porquê de todas as coisas.

Clarinha: (1) Esse foi o primeiro apresentado que tinha ver, o resto prefiro conhecer...(2)Já com a mãe de meus filhos que também um grande amor, esse foi tranquilo, e casamos...(3)Então, vamos comemorar nossos amores!

Lulu: (1) Na época era muito jovem pra penar em intuição, eu queria viver, sem conseqüência ou causas...(2)Foi uma linda história, com uma bela trilha, realmente.

Lia: (1) Bem vinda ao B&P!...(2) Obrigado! Que possa colorir mais ainda sua vida...(3) Volte sempre!

Gi: (1) Foi a surpresa que podia te dar...(2) Quem sabe um dia não te faço uma bela surpresa real?

Karen: (1) A distância diminui a força do amor, acredito nisso...(2) Como morávamos longe, sempre moramos longe, cada vez que nos encontrávamos surgia complicações, mas tentávamos aproveitar o máximo...(3) Assim fomos vivendo até acabar.

Drica: (1) Hoje penso assim, mas na época em que vivi a imagem era outra...(2)E ele me traz ótimas lembranças.

Liliane: (1) Não, não chegou a ser , apenas o nome...(2)Nem poderia conhecer, porque ultrapassam qualquer uma.

Eus : (1)Todos queremos, e mesmo vivendo um grande, temos capacidade de viver outros em qualquer idade...(2) Se e fazer alguém feliz só dependo dos envolvidos...(3) Passarei sempre por lá.

Luma: (1) Bem vinda!...(2) Ah, estranhou? É que não entendo muito de templates, e vai base da simplicidade mesmo...(3) Volte sempre!

Mirza: (1) Obrigado!...(2) Também acredito! E são essas coisas que fazem a vida valer a pena...(3) Era a Bárbara, hoje com dezesseis anos...(4) O importante é não banalizar o nosso sentimento.

: (1) Cazuza sabia como dizer das coisas...(2) Não deu certo, mas hoje somos grandes amigos...(3) Nosso Flu está bem, obrigado.

As 14 Máscaras: (1) Bem, as vezes é, mas não há problema que não possamos resolver...(2) Alguns amigos nos conhecem melhor que outros, e esses se destacam na nossa escolha.

Carol: (1) Ah, então um dia você vai me contar...(2) Sei exatamente a parte da musica que cantamos juntos...(3)Pense , ele existe.

Rafa: (1) Obrigado!...(2)Saudades? Então, apareça!

Flôr: (1) Foi em julho, dia 19...(2) Não nunca lhe falei...(3) Perdoada? Sempre e sempre...(4) Namastê!


Escrito por Sergio Nasto,
às 19:52


18 de ago de 2005

Embaixo das Chaves

...E, eu queria a sorte de um amor tranqüilo...Assim eu pensava...Na volta de um torneio esportivo, o qual não pude ir por uma pequena contusão, um amigo me falou: ´´Conhecí uma garota que é do jeito que você gosta``. Ele me contou como ela era, que havia feito amizade, e falado muito de mim. Nunca gostei de apresentações, mas com tanta certeza, achei interessante a sugestão de convidá-la para passar um fim de semana com a gente. Eu e Arnaldo, morávamos juntos, numa casa de três quartos, bem legal e simples numa rua sem saída, Bairro Novo, na cidade de Olinda. Como ela morava em Fortaleza, combinamos que a conheceria em algum fim de semana de dezembro, quando estaria de férias. Corria o mês de outubro, e até lá, foram inúmeras conversas em que o assunto terminava na garota que tinha encantado meu amigo.
Lembro bem do primeiro momento em que a vi...Ela passava do outro lado da rua em direção a uma outra casa vizinha. Não ficaria bem, uma garota ficar numa casa de solteiros numa rua tão pequena onde todos se conheciam, apesar de que éramos queridos, mas não era de bom tom, ainda mais que era ainda uma adolescente, tinha 18 anos, recém chegados. Então, arranjamos uma casa de família para ela ficar mais tranqüila. Como não a conhecia, nada falei, e não fui apresentado como tínhamos combinado. Mas, até que gostei...Eu mesmo queria conhecê-la. Á noite, nos reunimos na varanda da casa onde ela estava hospedada, para cantar, beber, jogar conversa fora. Ela havia saído para conhecer a cidade com as meninas da casa, e no segundo momento, lembro enquanto cantávamos, ´´Canção da América``, do Milton Nascimento, elas chegaram. Ali naquele instante, ao sentar do meu lado, e terminar a canção olhando pra mim, se eternizou um dos melhores segundos da minha vida...Então, ela falou: ´´Bem, acho que você é o famoso Sergio?``
É, ela era a famosa garota que meu amigo falou, a ´´heroína francesa``, e que estava certo: ela era do jeito que eu gostava. Aquela noite foi só nossa, conversamos bastante, sobre tudo o que há entre o céu e a terra. Rimos de tudo o que há entre a tristeza e a alegria e selamos uma amizade, com uma leve pitada de amor. Dali, seguimos caminhos diferentes, mas, sempre iguais, começaram as cartas, centenas delas, ao final. Telefonemas, chegadas surpreendentes...´´ Voltei pra você! ``...Era o título de uma novela das seis num dia qualquer que ela chegou na rodoviária da cidade. Ela era a nora que minha mãe queria, e eu, o genro que a mãe dela esperava. Ela gostava de Fagner e Belchior; eu, de Milton e Beto Guedes. Sempre indo a cidades em que eu estava, encontros inesquecíveis, aniversários memoráveis, presentes perfeitos e discussões inexplicáveis, inúmeras delas, algo até fora de controle, crises de choro, certeza e dúvida de que tipo de amor e amizade era aquele. Ataques de ciúmes, junto a abraços, beijos em formas de carinho...E eu só queria a sorte de um amor tranqüilo.
Os anos foram se passando, e nada se decidia. As namoradas que tinha não me faziam qualquer efeito devastador, coisa que pudesse fazer esquecê-la. Todos eram relacionamentos rápidos, alguns sem começo meio e fim. Mas um dia na vida o sol nasce torto, e se põe perfeito. E foi numa noite assim que conheci uma outra heroína que me salvou. Namoramos, e decidimos depois de uma gravidez que iríamos morar juntos. E por esses tempos, num telefonema, disse a minha ´´heroína francesa``que seria pai até julho daquele ano...E anos depois, de frente para o aeroporto de Fortaleza, ela me falou que seu mundo desmoronou naquele dia...Mês passado, na semana do meu aniversário, ela me ligou, depois de dois anos sem nos comunicarmos. Está casada, e foi boa a lembrança, ligarei no seu dia. Nosso amigo, Arnaldo, que mora em outra cidade mais ao sul, havia me ligado no mesmo dia, e nossa conversa terminou como sempre falando dela.
E, eu queria a sorte de um amor tranqüilo...

No Gramophone: ´´Joana Francesa``, Chico Buarque

Comentando os comentários:

DO: (1) Pois é, não poderíamos deixar de representar e externar nossa emoção e coração...(2) É que muita coisa passa despercebida, mas é ´´dar ouvidos`` uma vez e acertar para não mais deixar de atender a intuição...(3) Sou de cancer e não sei muito se tem algo a ver...(4) Claro, conto contigo, e a pressão é só regular o peso e deixar de lado os churrascos.

Jady: (1) Aposentado, porque não quero lembrar de trabalho e não em qualquer ferias por que não daria tempo, uma viagem de navio, demora...(2) Isso é bom, eu levo a sério, e também, ultimamente não tenho qualquer arrependimento por tê-la seguido.

Anna: (1) Continue assim, sempre penso que aceitar essa ´´orientação``..(2) A tranqüilidade é fundamental para o seguimento, então, respire fundo antes de parar e ouví-la...(3) Bons pressentimentos? Tem um de que você é uma pessoa maravilhosa.

Anita: (1) Que saudade, Paulinha !!!.É bom revê-la, muito bom...(2) É, foi mais ou menos como a Alanis diz..(2) Na dúvida siga o que você pensa, essa é a norma para mim.

: (1) Num final de semana aconteceu o mesmo com meus tios, lembrei disso com o seun relato. Ficaram trancados em casa durante alguns minutos. Agora, saca essa: Anos depois minha tia mudou e quando alugou uma casa, ela tem quase certeza que um dos assaltantes era o seu atual Locador...Bem, a intuição dela falava isso..(2) Obrigado pela lembrança no Dia dos Pais .(3) O nosso Flu tá indo bem..(4) Ando um pouco ocupado e sem tempo a noite, mas a gente se encontra

Ana: (1) De combinação em combinação estamos chegando....(2)Bom, isso de reconhecer nas pessoas o lado bom. (3)Eu tenho essa intuição, e sei quando as pessoas são de boa ou má indole, geralmente atraio as de boa..(4) Um exemplo é esse blog....(5) Obrigado pelo cumprimento ao Dia dos Pais, e melhoras para seu filho.

Liliane: (1) Já que assistiu, lembra daquela estrada que o onibus passa logo que eles chegam a cidade?Pois é, é nela que quero caminhar...(2) Apaixonar-se? Nunca se sabe.....(3) Uma casa daquelas? claro que pode, quem sabe, você não disse que se um dia for pode não voltar...(4) As Pontes de Madison...eu achei um dos melhores filmes, e Um dia Muto Especial, é sensacional, ele é de 1978, acho.

Jackie: (1) Obrigado pelo nome da minha filha, e pelo cumpirmento do Dia dos Pais...(2) Concordo, temos sim muita coisa em comum., além da intuição apurada. Tem outras coisas boas que não falei ...(3) Essa caminhada já é um aperitivo para a de Santiago de Compostela...(4) A gente de vê no msn qualquer dia.

Clarinha: (1) Bem, isso é um excelente sinal...(2) Acho que temos um grande indicador e temos que ouví-lo...(3) As vezes a compnahia que estamos é que não está em sintonia então atrai coisas ruins.Foi como falei as vezes tem algo que passa despercebido, uma simples distração e não vemos o óbvio...(4) Obrigado pelo cumprimento ao Dia dos Pais...(5) Esse bombom é o meu preferido, obrigado.

Eus: (1) Eu também, tenho trabalhado muto nesse mês de agosto, mas mais por deficiencia de pessoal ...(2) Já reservei seu lugar, ok? E não é na mala. Fiquei tranquila...(3) A idéia de um livro é excelente. Já pensei nisso, mas sou vou saber quando chegar na época, com a turma reunida. Será de relatos, também. Cada um com sua experiencia...(3) Então, é sonhar para realizar.

Drica: (1) É, quem sabe, mas isso não suficiente, tem que querer...(2) Se acha que ela te enanou alguma vezes é porque você não stav com o equilibrio de que falei, acho que é por aí...(3) Ela é seu próprio senso, então não crie na cabeça que você tem que tomar cuidado com ela, e sim, de acreditar nela. Isso é importante.

Karen: (1) Quando ela chegou de volta a padaria, o assalto já tinha ocorrido, ela só ficou impressionada, porqeu algo dizia que ela tinha que sair da padaria naquela hora...(2) Gosto das pessoas aqui comentam como fossem vizinhos morassem no mesmo bairro. Falo em amizade virtual mas na realiade os tenho como amigos reais...(3) Nosso conhecimento, as afinidades são inexplicáveis...(4) Estarei sempre lá!

Mirza: (1) Eu entendo esses problemas, agora mesmo o meu não lê disquete, então tenho que bater no Word e enviar por e-mail, já que sempre o concluo aqui no trabalho...(2) Isso é o que impota: qualidade, A medida que vamos entendedo melhor a vida, vemos o quanto perdemos por dar valor a quantidade antes...(3) Acredito plenamente, e mais boa sorte nessas tentativas frustadas.

Lulu : (1) Então, passe a ficar mais atenta, tanto na rua, pra vida, e principalmente para sua intuição...(2) Uma pessoa especial como você pode perder grandes oportunidades pela distração...(3) Agora, vamos olhar em frente?

Canceriana: (1) É assim que alguns chamam, e é assim que parece...(2) Seguimos.

Carol: (1) É como falei, algumas pessoas são super distraídas, e não identificam quando aparece...(2) Ainda bem, e ela é uma das que as vezes deixa escapar essa intuição, por distração...(3) Eu não sei como põe essa foto, mal sei blogar.


Escrito por Sergio Nasto,
às 20:06


11 de ago de 2005

Uma Certa Voz

...E, Bárbara, minha filha, me chega assustada, querendo ligar uma coisa a outra...Havia escapado de um assalto na padaria do bairro. Ela esqueceu o dinheiro em casa, e teve a intuição de sair logo do local.. Comprou, foi em casa depois levou o dinheiro. Durante os quinze minutos de sua ausência aconteceu o assalto. Poderia ter sido refém como todos os presentes por alguns minutos. Isso acontece todos os dias, com todas as pessoas, varias vezes na vida. Quem na vida não ouviu aquela voz lá no fundo, no íntimo? Algumas com bom, outras com mau pressentimento. Eu mesmo me livrei de alguns problemas justamente por atender àquela ´´voz`` que diz para não fazer. Aprendi com o tempo que temos de respeitá-la, e sempre que possível, atendê-la. A tenho como uma voz de Deus. Sempre em horas decisivas a escuto... Muita gente a ouve. Sempre ouço alguém que diz isso, mas penso que poucas seguem sua intuição, pois conheço várias que me dizem ´´ter sentido``, mas, ´´deixou pra lá``.

No noticiário, vemos famosos e meros desconhecidos que desistem de viagens, ou contratos. Uns por incidentes, outros simplesmente por sentirem. Muitas vezes um filme pode ser sucesso com um ator, mas não seria com aquele que desistiu. E sua intuição o levou a outro mega-sucesso. O coração pede, algo que a mente não acompanha. É como se algo estivesse nos protegendo, e penso sempre que quando estamos bem com O Superior, isso acontece. Se estamos bem, só nos ocorre coisas boas. É uma ação que parece anteceder os momentos, sem passar qualquer imagem, é simplesmente uma mensagem. Como ela chega até nós, não sabemos. Nossa mente chega até um certo limite da compreensão, só até o limite onde podemos tomar a decisão de ficar, ou sair, de fazer ou não fazer. Ele vem encorpado logo com um alerta. Isso acontece no trabalho, em casa, numa festa, quando menos se espera o alerta vem a cabeça. Às vezes, um programa, filme, pessoa, conversa, ou alguma ocupação não nos deixa perceber. Quando lá na frente alguma coisa acontece, lembramos da sensação, e dizemos: ´´ Porque não escutei minha intuição?``

Certo dia, quando ainda morava no Rio, me aconteceu uma coisa estranha: acordei cedo, mas meio que propositadamente, fiquei na cama, coisa que não gosto muito. Levantei tomei café, normalmente não fazia em casa, e sim, no trabalho. Perdi o horário do ônibus de sempre, peguei outro. Quando passo num certo ponto da estrada, havia um acidente. Um ônibus caído numa ribanceira, na descida para o Recreio. Não sei se aquela seria a condução que poderia ter pego, mas o fato de eu ter ficado alguns minutos a mais na cama, talvez tenha sido a chave para que eu escapasse do acidente. Em outra ocasião, na única vez em que fui assaltado, percebi, no outro lado da rua, antes mesmo de atravessar o sinal, que algo iria a acontecer entre nós. Atravessei rápido, mas não adiantou eles me seguiram e assaltaram. Outras duas vezes desci do ônibus, ao sentir que ele seria assaltado. Será que foi? Não sei, talvez só impressão do clima violento de cidade grande. Há uma estranha atração. É como se soubéssemos que aquele alguém não nos faria bem.. Penso que a partir dalí, dezembro de 1979, passei a ter mais senso de observação a esse sentimento.

É claro, que isso não acontece com todo mundo, mas todo mundo tem esse poder. E o temos para coisas boas, como indicação e aval para uma boa amizade, virtual ou não, um bom negócio, uma excelente viagem, uma boa compra. Já acertei uma pequena quantia na loteria por pura intuição. Até dinheiro na conta, sem ser meu. Conhecemos algumas pessoas e no mesmo momento há uma atração positiva, e outras, uma atração negativa. Acho que para começarmos a ouvir essa voz interna temos que ser bons observadores. Existem pessoas que são tão distraídas para a vida, que podem ser atropeladas todos os dias, ou que todos os dias acontecem coisas com ela, e passam a reclamar que tudo lhe acontece. Penso que acontece porque estão sempre desprevenidas. Também, existem as sonham com amigos sinceros e quando os encontram, dispensam, por não ouvir a sua, e sim, a intuição dos outros. Os outros dizem: Cuidado, são falsos!. Nesse caso, é apenas um conselho, que se pode aceitar ou não, mas a nossa intuição devemos sempre seguir. Essa é uma voz única e individual, e ninguém pode dizer se aquele negócio, amigo, compra é bom ou ruim, cada um escuta a sua, atender ou não, é uma questão de livre-arbítrio.

Acredito sempre na minha intuição, levo em conta qualquer caminho. É claro que ela pode não me servir na hora da minha morte, mas, então, já estarei morto pra saber. Passo a meus filhos essa lição, para que antes de tudo, escute sua voz, se errar, volte atrás, mas assuma a responsabilidade. Tudo na vida é feito de acertos e erros nas escolhas, temos que procurar acertar sempre. Se isso ocorrer, melhor, mas observaremos, principalmente, se erramos, pois assim, teremos como saber se a voz está chegando até o coração. Façamos o melhor possível, não acertamos no erro. O erro indica apenas que não acertamos. Para o acerto não há volta, o caminho segue. Digamos, que a intuição ajuda a entender melhor nosso erro, e indica quando poderemos acertar. Com ela não há necessidade de provar nada a ninguém, aceitaremos nossas próprias decisões, e assim, sem dúvida alguma, viveremos melhor.

No Gramophone: ´´ Bravado``, Rush.


Comentando os Comentários:

Ana: (!) Pode apostar, eu também só conheço por literatura...(2) Você pode também fazer planos assim, é só começar...(3) Oba! Então, terei mais uma amiga no grupo? Ótimo! Vamos conversar sobre isso, quem quiser embarcar no sonho, as portas estarão sempre abertas..(4) O campeonato brasileiro é assim mesmo, sempre foi assim, e nosso Flu tá indo bem, poderia estar melhor não fosse aquelas derrotas nos últimos minutos.

Jackie: (1) Que bom que deu pra embarcar, agora só falta seguir viagem...(2) Sempre gostei de viajar, ultimamente não tenho viajado mas não é por falta de vontade...(3) Legal! Quer dizer que você já foi cidadã alagoana? Maragogi é muito bonito!..(4) Gostei do xero arretado, obrigado, e orbigado pela intenção do seu post...(5)Ué! postei dia 11 à tarde! não tava na tela?

Clarinha: (1) Vamos! Talvez, não. Se puder, faço questão!. (2) Escolhi 2012, porque dá tempo de qualquer um se preparar...(3)Caramba, então você é super viajada!. Vai ser um excelente guia. Lá, vamos pegar até cavalo...(4)Nosso Flu tá indo bem, o bom seria fazer pelo menos quatro partidas sem perder, pra compensar as outras perdidas à toa...(5) Apareça sempre que puder pra tomar um café comigo.

Teti: (1) Outra guia!. Pena que a Val será pequena, mas pegarei dicas ...(2) Eu já estou recebendo folders de agencia e e-mail com dicas e viagens, melhores navios etc, mas, aceito sugestões...(3) A idéia é viajar com amigos, não sozinho, pra farrear melhor...(4) Viu? Cumpri o e-mail!

Jady: (1) O plano é longo para dar tempo de eu fazer tudo, e estar aposentado. Ela vai servir pra esquecer meus 30 anos de serviço...(2) Vamos?? De repente nosso conhecimento não foi por nada...(3) Viu? Por isso é que está tão longe, daqui pra lá você já poderá sonhar alto.

Lulu: (1) Eu sei!...(2) Comece a guardar centavo, por centavo e como você me falou, gaste menos e poupe mais...(3) Valeu o papo!

DO: (1) Então, comece a arrumar o ´´mochilão``...(2) É um dos grandes sonhos que tenho também...(3) Vamos trabalhar no sentido de formar o grupo, eu coloquei 2012, para que quem tem o sonho possa planejar. Está marcado, mas só vai valer se levarmos a camisa do Palmeiras e do Fluminense.

Karen: (1) Esse coração é seu??? Caramba! Um beijo dentro dele!. Sentimentos recíprocos...(2) Você é simpatia e um amor de pessoa, também...(3) Estava olhando melhor sua foto e bem que você parece com minha filha, acho que por causa do cabelo.

Carol Bonates: (1) Então, você ainda tem vontade de fazer?..(2) Quem sabe não faremos no mesmo grupo. Vou torcer por isso...(3) Aqui tem até encontros de pessoas que fizeram o caminho...(4) O sonho está em aberto, vamos ao preparo.

Mirza: (1) Não precisa agradecer, isso é algo mágico, afinidades...(2) É verdade, pra provar que amizade é mais que distância, tempo, real, virtual...(3) Não, não teremos bengala, ainda estaremos novos, a alma não envelhece...(4) Paz e harmonia pra você também.

Drica: (1) Vamos?...(2) Seria um belo sonho pra você também...(3) Já comecei a fazê-lo.

As 14 Mascaras: (1) Não sei se fugir é o melhor remédio, mas quando amamos e queremos esquecer pensamos que é, mas essa será pra esquecer também, só que meus anos de trabalho...(2) Valeu! Pra você também.

Morcego: (1) Sempre gostei de viajar, e essa é a que mais quero fazer, sem dúvida...(2) Claro que quero ir a Grécia, mas não falei sobre ela pra não fugir do roteiro original, mas chegando lá, a coisa muda, de preferencia, pra melhor...(3) Comecei a poupar, tinha uma conta poupança antiga, desativada, esquecida, e foi nela que coloquei meus sonhos.

Renata: (1) Ok! Vamos???...(2) Eu tenho certeza absoluta que será maravilhoso.

Gisele: (1) Estava ontem falando com a Lulu sobre a Estrada Real...(2) E sendo você mineira não teria nada melhor agora...(3) Podemos combinar pra fazer juntos...(4) Se tiver alguma novidade me mande um email...(5) Bom ter gostado, fui pego meio que de surpresa.

Shê: (1) Alah vai me ajudar, e a todos que farão...(2) O livro é um ótimo exemplo que o caminho é maravilhoso fazer...(3) Pode deixar, vou seguir seu conselho.

Anita: (1) Que saudades, garota!!!!...(2) Faça como eu, comece a juntar aos poucos, temos tempo de sobra...(3) Espero ler sua maravilhosa histórias de férias...(4) Pretendo ir a BH, e São João Del Rey, mas dependo de férias em dezembro pra janeiro, mas vamos torcer para que a gente possa se encontrar.

Liliane: (1) Vamos! É só querer!...(2) O bom será pra você encontrar com suas raízes, a Itália...(3) Você já assistiu o filme ´´Sob o Sol da Toscana``?...É por aí.

: (1) Estou apostando pra ganhar nisso!...(2) Tenho uma fita de VHS que tem toda a viagem, as cidades, e dicas, e estou como sempre tive para isso, muito empolgado, e realmente querendo realizar o sonho.

Eus : (1) Dá pra imaginar mesmo!...(2) Já que é assim, levarei uma mala bem grande para caber você...(3) Gosto de viajar, sempre gostei...(4) E a idéia é escrever um livro depois disso com a participação de todos...(5) Tudo bem, eu entendo seus estudos, vizinha.

Flôr: (1) Então, saboreia a água e vamos nessa!...(2) É verdade, você acertou e eu não tinha notado dessa forma, ele começou com meus pequenos sessenta reais, que já são cento e vinte...(3) Eu tenho a ferramenta, já fui até ´´nossa`` rua, e colégios...Foi um barato! Uma viagem realmente, cheguei a ir até minha antiga casa...(4) Estou com saudades de você.

Carol S.: (1) É um sonho, Carolzinha, e vai se realizar!....(2) Dá tempo de você arrumar sua vida e seguir viagem sem medo de ser feliz...(3) Você pode saber a partir do momento que decidir ir conosco.

Louca de Atar : (1) Gosto muito do teu canto, lá é muito, muito tranqüilo, bom de deitar numa rede e dormir um belo sono...(2) De repente, a menina já encontrou seu caminho e apenas não sabe qual direção seguir. O caminho da vida tem várias bifurcações, e o equilíbrio na nossa escolha é essencial para encontrarmos a felicidade...(3) Não esquecerei de aproveitar o dia de hoje, pois é como ele que fazemos o de amanhã.

Anna: (1) As palavras da sua mãe estão corretas...(2) Isso desde final da década de 90 virou uma missão, o que não deixa de ser...(3) Coldplay tá fera nesse novo cd, só ouvi, mas não vou demorar muito pra comprá-lo.


Escrito por Sergio Nasto,
às 14:31


4 de ago de 2005

Viagens e Caminhos

...E, a primeira idéia, era fazer uma viagem pelo país, conhecer outras capitais, interiores, costumes e culturas. Fiz muito isso, quase que minha vida toda. Sempre gostei de viajar, talvez isso já de família, pois quando criança, era costume irmos pra casa de tios no interior do estado ou visitar irmãos de avó em outra cidade. Tenho boas recordações daquilo tudo, da queda de cavalo, do naufrágio da canoa, junto com primos e primas numa daquelas férias. Hoje quero criar raízes mas, não mudei, gosto de mudar. Como essa vontade continuou, consegui depois viajar e morar em várias cidades do país. Conheço vinte cidades desse nosso Brasil, e quero mais...Quero conhecer o que resta, e o mundo. Quero fazer belas jornadas interior adentro e mundo fora, aí apareceu outro desafio.

Tudo começou em 1997, quando assisti uma reportagem longa sobre o Caminho de Santiago de Compostela. Fiquei impressionado com a força de vontade das pessoas, seus comentários e histórias. Aquilo não saiu da minha cabeça por um tempo, dias e dias com aquele pensamento: Que aventura seria...Em 1999, li ,´´O Diário de Um Mago``, do Paulo Coelho, e a partir daí não tive mais dúvida. Não sou muito religioso, mas senti uma áurea sagrada.Pra quê ir? Só saberei depois.Como ir? Escolhi a ida de navio para aproveitar mais a viagem, por ser mais aventureiro. Nada de luxo também. A dormida será em albergues, pequenos hotéis, camping, na rua. Não encontrarei problema para a ida, pois, há navios voltando para a Europa, depois da temporada de férias na Costa Brasileira. Terei tempo para fazer outras de avião, América do Norte, América Central, e restante da América do Sul, que parte será feita de ônibus. Outras terras mais distantes, conhecer, será questão de tempo. Anos depois dessa primeira quero ir a África, também de navio...Oceania, Ásia...Não sei, mas terei tempo, quero viver cem anos...Sempre foi um sonho, e enquanto vivo, um sonho não termina.

A idéia é sair do Brasil de navio por Salvador indo até San Sebastian, na Costa da Espanha. Iniciar a caminhada fazendo o percurso da cidade de Saint-Jean-Pied-de-Port, na França, são 36 cidades até Santiago. Cruzar a fronteira até Portugal, voltar para a Itália, fazer longas caminhadas sob o sol da Toscana...O resto é para o sonho crescer, pegar ônibus e trens...Subi para Austria, República-Tcheca, Alemanha, Holanda, Bélgica, França, Londres, pegando o trem e encerrando em Paris, na Torre Eiffel. O Orient-Express é uma boa pedida, mas só se estiver menos luxuoso, e não tão caro. Ele é um trem que até lá terá quase cento e sessenta anos, e que de abril a outubro, faz o percurso Londres-Veneza, com passagem por Paris, com sorte ele segue até Roma. Dessa foram posso voltar. E, uma vez por ano, ele vai até Istambul, cortando parte do Leste Europeu. Mas, não precisa ser ele, basta ser um trem. Quero conhecer o máximo que puder, descansar assistindo alguma orquestra em Viena, passear á noite em Praga. Como sou fanático por F1, se algum brasileiro apontar na reta final, lá estarei no Grande Prêmio da Europa.

Mês passado, pensei muito nisso, falei com várias pessoas, e decidi que ali era o começo... Poupei uma pequena quantia, nada demais. Mês a mês depositarei um valor, que vai variar dependendo dos gastos. Mas, todo sonho começa calmo, quando você vai dormir, você dome pra sonhar e acorda para realizar o sonho. A data da partida, a principio, será no segundo semestre de 2012/2013, verão europeu. Até lá, é claro, muitas águas vão rolar, talvez me case novamente, filhos estarão criados, estarei aposentado. Posso conhecer mais amigos virtuais que podem se transformar em reais, e talvez queriam me acompanhar. É um sonho, que pode ser meu e de mais que tiver coragem de persegui-lo. Quando se quer, se consegue...Só sei que na viagem, numa noite, quero deitar no tijupá do navio ver o escuro mar e céu, iluminados por uma clara e linda lua, as fantásticas brilhantes estrelas, viver um momento único, feliz, um lindo retrato em branco e preto.

No Gramophone: ´´Clock´s``, Coldplay.

Comentando os comentários:

Liliane: (1) Penso que encontrar o que se quer passa primeiro em acreditar no que se quer. Então, só assim saberá o quanto pode ser feliz...(2) Ser uma folha ao vento em nada ajuda, seja a arvore que a solta quando chega a hora...(3) Será que você precisa mesmo dessa plástica? Ou você deseja apenas? Há mulheres que não ficam mais bonitas com elas.

Flôr: (1) Eu sei, tudo vindo de você, é de coração...(2) Concordo, minha visão de homem é diferente, mas ela apenas pediu uma opinião...(3) Sempre fomos amigos desde 1984, e já havia acontecido o acidente, e foi o que me chamou a atenção, ela é bonita mesmo com a queimadura, que não é tão grave assim, diria até com um certo charme...(4)Eu a compreendo, e tem muitas saudades de você.

DO: (1) Poderia ter feito. Aqui aceito qualquer opinião, não seria chato...(2) Espero que as coisa tenham melhorado, pelo menos o Palmeiras tá bem, né?.

Carol: (1) Penso que as vezes sabemos mas não cumprimos, e passa despercebido, a maioria das vezes pra satisfazer a alguém. O bom é refletirmos para saber se será bom para nós...(2) Eu diria que você aprendeu muito nos últimos meses...(3) O que falta em você é que acreditar na sua mudança.

Clarinha: (1) Não, não interferem em nada, até porque não é muito, apenas na parte inferior do rosto, queixo e maxilares...(2) Esse é o perigo, e como eu a conheço sei que isso pode ser possível...(3) Percebi sim, sem comidinhas, estou querendo perder o que engordei nas férias...(4) Jujuba? Bom, aí eu aceito.

Canceriana: (1) É verdade, sei que só ela pode ter esse ato, apenas dei minha opinião, pois a conheço bem, e penso que ela pode achar tolo, e ainda corre o perigo de não ficar do jeito que ela quer, ou pensar ficar...(2) Pois é, e ela soube por revistas que maquiam muito as fotos...(3) Torço para que essa mudança se ocorrer seja ótimo pra ela.

: (1) Obrigado!...(2) Nosso Flu tá indo , capengando, mas se você reparar o campeonato ta mesmo assim, uma dança de clubes.
As 14 Máscaras: (1) Eu a alertei para isso...(2) Concordo com você, mas por exemplo, ela estava dando toda a prioridade para a reforma do apartamento,e logo mudou...(3) Como eu a conheço, penso que corre o risco de se arrepender, e o dinheiro que ela iria empregar na reforma, que pra ela é urgente, fazer a tal operação.

Mirza: (1) Temos inseguranças, mas devemos minimizá-las ao máximo. Acho que isso ela tenta, espero que amenize, caso faça a operação...(2) Eu me perdi mesmo, cada vez que eu tentava baixar um aí terminava baixando o outro...(3) Obrigado a você, também.!

Ana: (1) Sei, sim...(2) Verdade, mas como falei com a Flôr, eu não condenei, apenas dei minha opinião, como ela tinha dado prioridade máxima para a reforma, falei o que pensava, mas, nada contra...(3) Nosso Flu tá indo, vamos ver hoje contra o Vasco, tem que ganhar!

Teti: (1) As marcas em seu rosto são pequenas, e as tem desde criança, esperar um pouco mais não faz mal algum, até porque ela poderia conseguir de graça com mais tempo...(2) Era isso mais ou menos que quis dizer a ela, que ela é uma boa pessoa, tem toda uma vida, e a essa altura do campeonato poderia até não fazer o efeito desejado...(3) Estou lhe enviando um e-mail, e faço questão de mandar.

Gi: (1) Obrigado! Não posso ser diferente...(2) É verdade: Marte e Vênus...(3) O rosto dela não chega a estar deformado, mas com certeza ela deve sentir algum tipo de preconceito...(4) Foi apenas uma opinião minha, mas não a desmotivei, apenas mostrei que ela deveria ter de certeza para não se arrepender depois.

Jackie: (1) Bem Vinda! Obrigado...(2) Acho que depois da separação esse é seu maior desafio, tomara que ela saiba entender isso em seu intimo...(3) Se pra melhor, só vai saber tentando, e quis lhe mostrar que propagandas enganosas existem, e muitas...(4) Posto todas as quintas-feiras...(5) Moro em Maceió.

Renata: (1) Se você morasse aqui, teria com certeza, mas ´´amigos a gente encontra, o mundo não é só aqui``, já dizia o Gonzaguinha, sendo assim como você quer, com as mudanças que estão ocorrendo na sua vida, logo, logo, encontrará. Torço muito por isso...(2) Equilíbrio na escolha é uma passo para ser bem sucedido.

Karen: (1) Obrigado pelo Certificado!...(2) Devolver pra você foi um prazer, seu carinho e simpatia lhe dão créditos de sobra!

Jady: (1) Daí, a pergunta, pois o dinheiro que ela tem é para reforma do apartamento, e eu falei pra ela que com sorte ela poderia conseguir de graça, mas seria difícil por não ser tão grave assim, sendo mais na parte inferior do rosto...(2) Concordo que uma mudança, para melhorar a auto-estima, é correto fazer...(3) Acho que lhe fria bem, mas ela me perguntou e eu respondi, mas não tirei seu sonho.


Escrito por Sergio Nasto,
às 17:39


| Sites e blogs favoritos |
Jady|Cintia|Cecilia|Guga Flaquer|Rackel|J. Neto|Euza|Carol|Bandeiras| Babi Soler|Natalia|Morcego|Drica|Claudia| Teti| Sidnei|Sieger | Lulu | Beti Timm|Ju|Katia|Eliana|Advi|Mirella|Raquel|Talita | Gisele|Luciana|Van |Juliana|Menina |Luana|Micha | Meninas/a>|Sonia | Dácio Jaegger| Monica Montone | Ana | Alê|Josi|Liz|Marcos | |Giovana Manzoli |Grace|Mario|DO| Be| Pepê|Katia| Mirza|MaithII|Luma|Janaina|Lia|Rosa|Cris Penaforte| Lino| Saramar|Mani|Ana Pontes| Raquel Moniz|Meire| Cilene|Sandra Turner|Fernanda|Hiran|Dalva|Mary|LilianePaula| Edgar|Magui|Sammyra|Mere|Tina Harris|Tina|Monica Cabral||Bel| Laura|Veronica|Elvira|Alice|Fabiola|Maith|Kall|Keila|Cejunior| Patty|Elisabete|F.|Marconi| Daniele|Barbara|Loba|Euza|Di|Fred|Vivi|Lili|Vera|Georgia| Elis|Paulo|PauloII|
| Arquivos |
02.2005 03.2005 04.2005 05.2005 06.2005 07.2005 08.2005 09.2005 10.2005 11.2005 12.2005 01.2006 02.2006 03.2006 04.2006 05.2006 06.2006 07.2006 08.2006 09.2006 10.2006 11.2006 12.2006 01.2007 02.2007 03.2007 04.2007 05.2007 06.2007 07.2007 08.2007 09.2007 10.2007 11.2007 12.2007 01.2008 02.2008 03.2008 04.2008 05.2008 07.2008 10.2008 11.2008 12.2008 01.2009 04.2009 06.2009 07.2009 08.2009 09.2009 11.2009 12.2009 02.2010 04.2010 05.2010 06.2010 07.2010 11.2010 12.2010 04.2011 08.2011


| Créditos |
Blogspot | Getty Images | Haloscan | Inversa


<body> <BGSOUND SRC="musicas.mid" LOOP="INFINITE">