|

26 de ago de 2006

Enquanto Outubro Não Vem

...E, por incrível que pareça, não se fala tanto, não se pensa tanto o quanto necessita. Há vários anos precisamos mudar algo que começou errado, ou no mínimo, cresceu errado. O que ocorre hoje no país é conseqüência de um trabalho mais minucioso quanto ao poder do voto, um esclarecimento para a população que por muito tempo ficou sem esse ato na escolha do presidente. A idéia correta é que agindo assim, o povo pode cobrar mais de quem ele elegeu. Como a população não tinha o costume, foi envolvida numa onda de falcatrua, na vontade de dar um basta no cenário político que reinava. Hoje o povo é o culpado pelo que está no ar, ou o culpam.

Então, condene-se o culpado, ou liberte-o para que possa ser feito seu desejo de escolher e de decidir os rumos da nação. Na realidade, não se escolhe candidato, praticamente ele é imposto ao eleitor por meio de forte onda de propaganda em tv, rádios, e ´´santinhos``. Cercam-se ruas e avenidas para que candidatos, num golpe de falsidade, apertem a mão de quem um dia ele roubará o sustento da família. E assim, mesmo assim, ele é obrigado a votar, e mesmo que pense em anular ou em deixar em branco, o futuro desempregado, estará se ocupando de algo que muitos não sabem qual a função, direito. Cobram seu voto como dever. Um a mais.

O Brasil é uma democracia? Todos vão responder que sim, ou a maioria levantará a bandeira verde e amarela, e cobrirá seu corpo. Se o presidencalismo é o sistema de governo ideal,como foi o resultado do Plebiscito, o povo também quer essa democracia, como foi escolhido. O que se vê é ela só funcionando para os políticos, que sobem alto para falar quando em sua defesa ou dos comparsas de seu partido, ou de outro. Não existe mais a ideologia política, acabou junto com a vergonha. Eles não falam, nem despertam a idéia do povo votar exercendo a sua vontade. A palavra ´´direito`´ se transformou na melhor de todas, na inesquecível forma de enganar o cidadão. Todos os anos é a mais ouvida.

O povo brasileiro usa a democracia? Alguns dirão que sim, a maioria dirá que não. O que falta para usá-la? Aproveitar-se de seu maior poder: o voto. Porém, os certos, conscientes, que a maioria não tem. E não tem porque é obrigada a ir às urnas, sem vontade. Os candidatos não ajudam. A história se repete, já viu esse filme, várias versões com outros atores. A esperança continua, mas as entrevistas, os debates, as denúncias, também. No final, a miséria elege. Isso é novidade? Todos dizem que não. Todos querem mudar, todos querem outro país, todos querem o país do futuro entrar no futuro. Menos os maus políticos.

O voto facultativo pode ser de grande ajuda nessa luta. Pode melhorar a democracia. Com ele provavelmente quem for votar, irá mais consciente, porque não sairá de casa à toa. Se for para não votar certo, simplesmente assistirá a um programa qualquer ou fará o que quer. Por outro lado, o candidato terá mais atenção no que vai falar. No início poderá haver uma queda nos votantes, mas a medida que o povo ver o resultado, comparecerá nas seguintes, se interessará pelas propostas políticas. Os maus políticos não terão espaço, os eleitores não lhes darão uma segunda chance. Alguém dirá que mais do que nunca haverá´compra`de voto. Hoje, compra-se voto, e não é melhor em nada. Candidato precisaria do voto, o eleitor valorizaria, ele reconheceria no mau candidato justo na oferta de compra.

Antes são necessárias grandes reformulações eleitorais, e mudanças na mentalidade do eleitor. Severo controle de doações, e uso do dinheiro público. Mudanças político-partidária. Enxugar o excesso dos partidos políticos e no número de deputados e senadores. Coisas difíceis de conseguir numa democracia que só eles constroem, usam e aproveitam ao máximo. Pode não ser o remédio para esse mal do país. Esse câncer. Mas, é importante e bom começar a pensar nesse caminho. Um país só pode ser uma real democracia quando a sua população possuir a oportunidade de realmente, antes da escolha do candidato, se quer ou não votar. Isso, enquanto outubro não vem.



No Gramophone : ´´ É Tarde``, Skank

Boas Vindas à Anna Flávia, Alessandra Carvalho, Neto, Carlos, Sonia Alves e Natty


Escrito por Sergio Nasto,
às 13:16


| Sites e blogs favoritos |
Jady|Cintia|Cecilia|Guga Flaquer|Rackel|J. Neto|Euza|Carol|Bandeiras| Babi Soler|Natalia|Morcego|Drica|Claudia| Teti| Sidnei|Sieger | Lulu | Beti Timm|Ju|Katia|Eliana|Advi|Mirella|Raquel|Talita | Gisele|Luciana|Van |Juliana|Menina |Luana|Micha | Meninas/a>|Sonia | Dácio Jaegger| Monica Montone | Ana | Alê|Josi|Liz|Marcos | |Giovana Manzoli |Grace|Mario|DO| Be| Pepê|Katia| Mirza|MaithII|Luma|Janaina|Lia|Rosa|Cris Penaforte| Lino| Saramar|Mani|Ana Pontes| Raquel Moniz|Meire| Cilene|Sandra Turner|Fernanda|Hiran|Dalva|Mary|LilianePaula| Edgar|Magui|Sammyra|Mere|Tina Harris|Tina|Monica Cabral||Bel| Laura|Veronica|Elvira|Alice|Fabiola|Maith|Kall|Keila|Cejunior| Patty|Elisabete|F.|Marconi| Daniele|Barbara|Loba|Euza|Di|Fred|Vivi|Lili|Vera|Georgia| Elis|Paulo|PauloII|
| Arquivos |
02.2005 03.2005 04.2005 05.2005 06.2005 07.2005 08.2005 09.2005 10.2005 11.2005 12.2005 01.2006 02.2006 03.2006 04.2006 05.2006 06.2006 07.2006 08.2006 09.2006 10.2006 11.2006 12.2006 01.2007 02.2007 03.2007 04.2007 05.2007 06.2007 07.2007 08.2007 09.2007 10.2007 11.2007 12.2007 01.2008 02.2008 03.2008 04.2008 05.2008 07.2008 10.2008 11.2008 12.2008 01.2009 04.2009 06.2009 07.2009 08.2009 09.2009 11.2009 12.2009 02.2010 04.2010 05.2010 06.2010 07.2010 11.2010 12.2010 04.2011 08.2011


| Créditos |
Blogspot | Getty Images | Haloscan | Inversa


<body> <BGSOUND SRC="musicas.mid" LOOP="INFINITE">