|

28 de jan de 2006

Meu Segundo de Lucidez

...E, pensar em acreditar já é de bom tamanho um passo adiante...Passar entre as pessoas numa determinada rua, ou num determinado ônibus, cumprimentar, pedindo licença, faz parte de um tipo de socialização...Perdoamos aqueles que não pedem espaço, ou dizem obrigado...Nada que seja obrigado é bom para quem faz, exceto, quando olhamos para alguém, como quem diz...´´e aí? Cadê a educação?`` ...Assim são para cobras e lagartos de todas as idades que estão a solta em qualquer cidade do mundo, animais racionais que enganam.

Bom, lembro bem que foi em 1984, e estava indo à Sandiz, loja de departamentos que se situava onde hoje é o Shopping Botafogo. Peguei o ônibus, e antes de subir no viaduto do Mourisco, percebi um cego pedinte. Como saltaria no próximo ponto, o ignorei. Paguei minha conta, comprei um disco do Moody Blues, ´´Long Distance Voyager``, e voltei para o ponto de ônibus, louco pra chegar em casa e ouvir ´´Talking Out Of Turn``, e ´´In My World``, quantas vezes quisesse, e enjoaria até. Peguei o ônibus de volta, e subindo o viaduto do Mourisco, percebi outro pedinte, pra variar, cego. Não, não era o de quarenta minutos atrás, esse era mais velho.

Os segundos seguintes, foram dos mais inesquecíveis da minha vida...O ônibus 572, Glória-Leblon, desceu o viaduto entrou a direita, e depois à esquerda...Na Rua da Passagem...Então, ele se aproximou, e apenas estendeu a mão...Imediatamente, retornei ao 484 - Copacabana/Penha, que levava um jovem de um mundo longe ao distante...Esse agora que me estendia a mão, não seria por mim negado uma simples moeda...Dei-lhe uns trocados. Como estava sentado naquela única cadeira, que sempre achei coisa de criança, percebi que ao descer, ele saltou até a calçada, não se apoiou com o corpo na porta, como seria o correto...Provavelmente, dei moedas ao cego errado.

Quarta-feira, a história quase se repetiu. Um senhor parecendo demente, maltrapilho, com uma colher na mão, entrou no prédio onde trabalho. Eu estava saindo para o almoço, e perguntei-lhe se desejava algo. Ao me ver, logo me deu um cartão, quase derrubando a ´´quentinha`` aberta colada ao corpo. O bilhete anunciava: ´´ Sou mudo``...Bem, entendi que poderia ser surdo. E, com gestos, tentei falar-lhe: ...´´O senhor não pode seguir, é intervalo para almoço, e não há atendimento.``...Ele me devolveu essa:...´´..Só quero beber um pouco d´água, tô entalado com a comida.``...Filho de uma meretriz!, pensei alto.

No Gramophone: ´´ Nervous``, Moody Blues.

Comentando os comentários:

Eudinha: (1) Não tem problema, eu entendo?(2) Temos medo, mas acontece.
Liliane: (1) Não é fácil de explicar..(2) Julgar, não se pode, somos humanos.
Mônica: (1) Não é só com homens...(2) Ele não estava só, poderia ser a mulher.
DO: (1) Sempre essas horas são erradas..(2) Não se conserta nada com erros.
Morcego: (1) Ele se diz cego por paixão...(2) Não deixou de ter sorte, poderia morrer.
Lulu: (1) É, eu percebi.(2) Também, ando na correria, e dividindo computador.
Ana: (1) Tudo bem, julgar é difícil...(2) Vamos aguardar o saldo depois dos gastos.
Shê: (1) Na hora de casar, ele não tinha dúvida...(2) Só conhecemos a pessoa depois do convívio...anote isso, é real.
Lia: (1) Isso ocorre todo santo dia..(2) Os resultados é que diferem.
Jady: (1) Super complicada.. (2) É que falei pra ele, depois da conversa séria que terão.
Dê: (1) Presente recebido!..(2) Ótima audição!..(3) Recebi o e-mail
Carol Sarmento: (1) Eu nem tento pôr, para não estragar..(2) Ficou mais linda.
Diana: (1) É, não é uma boa, mas ele não é uma pessoa ruim..(2) Ficarão, tenho certeza.
Luma: (1) Encontros sempre para o bem...(2) Desencontros sempre para o bem, também. As coisas são assim.
Dalva: (1) São jovens e pagaram caro...(2) Foi isso que pensei, no caso, os dois queriam.
Rmfc: (1) Você é jovem, a inconstância é maior..(2) Não pode é continuar, se viu que errou.
Patrycia: (1) É como ele se sente, arrependido depois que perdeu..(2) Não se enganar é a melhor maneira de seguir.
Alessandra: (1) Obrigado...(2) bom passeio!
Claudia Beatriz: (1) A intenção é confundir mesmo..(2) Você é sempre bem vinda.
Hiran Abif: (1) Ah, que isso! Obrigado...(2) Sem falar que queria sua sapiência.
Clarinha: (10 São escolhas erradas, mas que muitas vezes dão bons resultados..(2) Conversei com ele antes de casar, e falamos exatamente disso, da dúvida.
Carol S.: (1) Na época havia sentimento..(2) Mas ele não sabia se era falso ou verdadeiro.
Drica: (1) Ficamos assim: perplexo!...(2) Mas nada como uma casa bagunçada para se arrumar.
Magui: (1)Descarado assim, provavelmente não é por prazer..(2)Lembro qeu você tava chateada um dia, então era isso?


Escrito por Sergio Nasto,
às 07:41


| Sites e blogs favoritos |
Jady|Cintia|Cecilia|Guga Flaquer|Rackel|J. Neto|Euza|Carol|Bandeiras| Babi Soler|Natalia|Morcego|Drica|Claudia| Teti| Sidnei|Sieger | Lulu | Beti Timm|Ju|Katia|Eliana|Advi|Mirella|Raquel|Talita | Gisele|Luciana|Van |Juliana|Menina |Luana|Micha | Meninas/a>|Sonia | Dácio Jaegger| Monica Montone | Ana | Alê|Josi|Liz|Marcos | |Giovana Manzoli |Grace|Mario|DO| Be| Pepê|Katia| Mirza|MaithII|Luma|Janaina|Lia|Rosa|Cris Penaforte| Lino| Saramar|Mani|Ana Pontes| Raquel Moniz|Meire| Cilene|Sandra Turner|Fernanda|Hiran|Dalva|Mary|LilianePaula| Edgar|Magui|Sammyra|Mere|Tina Harris|Tina|Monica Cabral||Bel| Laura|Veronica|Elvira|Alice|Fabiola|Maith|Kall|Keila|Cejunior| Patty|Elisabete|F.|Marconi| Daniele|Barbara|Loba|Euza|Di|Fred|Vivi|Lili|Vera|Georgia| Elis|Paulo|PauloII|
| Arquivos |
02.2005 03.2005 04.2005 05.2005 06.2005 07.2005 08.2005 09.2005 10.2005 11.2005 12.2005 01.2006 02.2006 03.2006 04.2006 05.2006 06.2006 07.2006 08.2006 09.2006 10.2006 11.2006 12.2006 01.2007 02.2007 03.2007 04.2007 05.2007 06.2007 07.2007 08.2007 09.2007 10.2007 11.2007 12.2007 01.2008 02.2008 03.2008 04.2008 05.2008 07.2008 10.2008 11.2008 12.2008 01.2009 04.2009 06.2009 07.2009 08.2009 09.2009 11.2009 12.2009 02.2010 04.2010 05.2010 06.2010 07.2010 11.2010 12.2010 04.2011 08.2011


| Créditos |
Blogspot | Getty Images | Haloscan | Inversa


<body> <BGSOUND SRC="musicas.mid" LOOP="INFINITE">