|

5 de nov de 2005

Sem Coincidências

...E, quem me conhece, sabe que não acredito em coincidências, nem que ´´as coisas acontecem por acaso``. Penso que tudo o que nos acontece tem um ´´porquê``, e que coincidências e por acaso, são nomes que dão a resultados de escolhas ou muitas vezes desculpas para um erros, ou compreensão de um acerto. Se observarmos bem, as bifurcações da vida fazem parte de nosso desafio, é ali que encontramos o bom e o mal. A escolha é nossa, a decisão nos pertence. Às vezes passa despercebido e quem passou na nossa frente hoje, passará novamente em outros tempos. No fundo, a nossa vida tem uma chance de repetição.O circulo pode ser grande ou pequeno, depende de quanto tempo você quer percorrer a vida.

Na quinta-feira passada, aconteceu um caso bem interessante sobre isso, que já foi resultado de outra, ocorrido há um mês e meio atrás. No dia em que cheguei a Natal, eu e um colega, resolvemos sair para conhecer a cidade, e deixar de lado o stress da viagem, já contada aqui. Fomos a vários lugares e de várias formas tentamos encontrar algo legal. Nós temos gostos opostos, e não havia nada naquela desconhecida cidade, que eu gostasse. Fomos parar num local com música ao vivo. Forró não é muito minha ´´praia``, mas vá lá, eu encaro.Tudo pela diversão!.Ele conheceu logo de cara uma mulher, e foi dançar com ela. Quando voltou me apresentou, e trocamos três palavras. Me pareceu simpática.Como o ambiente não estava legal, e a cerveja, além de antártica, não estar na temperatura adequada, me despedi.

Nos encontramos numa outra oportunidade duas semanas depois. Conversamos, eu e ela, um pouco mais que as três palavras do primeiro encontro, mas deu perceber que poderíamos levar o papo adiante, caso um dia tivéssemos tempo. Esse dia aconteceu, três semanas depois, num churrasco. Foi bom, interessante, o que causou uma certa vontade de continuar. Ele comentou no outro dia sobre o papo que tivemos e, é claro, não concordou. Ele, a bem da verdade, não é meu amigo. Nos conhecemos há vinte anos mais ou menos, mas só nos ultimos quatro passamos a trabalhar no mesmo local. É evidente a diferente forma de encarar a vida que temos. Mas não chega a chocar. Evito esse tipo de problemas no trabalho. Mas,com ele, já aconteceu um coisa, em que posso aperfeiçoar essa idéia de acasos e coincidências, inclusive nessa nossa última viagem.Mas não vem ao caso.

Marcamos sair de Natal ás 15:30h da última quinta-feira, e por causa de um trabalho externo, desisti. Como atrasou, só consegui sair às 16:30h. Logo me deram um recado com um telefone. Estranhei de cara, mas fiquei curioso. Um dia ela pediu, através dele, meu número, eu dei, mas ele não passou. Poderia pegar o ônibus das 17:30h, com destino a Recife, e depois seguir pra Maceió. Como não gosto de fazer nada às pressas, decidi pegar o direto, às 19:45h. Antes, retornaria a ligação. Era ela, querendo conversar comigo. Perguntou porque não fui de carro com ele, respondi, e marcamos um encontro na rodoviária. Ás 17:40h estava no local, e ela um pouco depois. Ela parecia apreensiva. E foi logo dizendo que queria muito uma oportunidade de conversar comigo.Sentamos, bebemos, uma conversa informal, mas muito reveladora. Ela queria alguém para desabafar, falar sobre os problemas dela, que quem estava com ela não entendia e sequer a ouvia. Foi proveitoso, pois ela se disse aliviada, inclusive na decisão de acabar com o relacionamento, que estava lhe causando muitos problemas.

Na despedida, ela agradeceu pela amizade a forma como lhe recebi, e que foi ´´uma coincidência ter me encontrado, e eu não ter viajado antes..``.Eu falei que não acreditava naquilo, e que as respostas para nossos questionamentos, decisões, escolhas, aparecem. O que vai acontecer? Só depois verei.A minha decisão de ficar e terminar o trabalho, a principio para os companheiros de viagem pareceu absurda, pois iríamos chegar mais cedo em Maceió. Mas logo veio a resposta. Eu precisava ficar um pouco mais para que recebesse o recado dela e desse tempo de um encontro, e conversar.E numa conversa voce pode mudar a vida de uma pessoa. Com boas palavras, para melhor.Já esperei cinco anos o resultado de uma decisão minha. As escolhas são as bifurcações da estrada da vida. Temos de que ter disposição para viver o dia até a noite. A vida é o desafio de um dia.


No Gramophone: ´´ Flinch``, Alanis Morissette.


Comentando os comentários:

Ana : (1) Não, pode falar, é muito legal recordar a parte boa da vida?(2) É verdade, mas devemos conversar com nossos filhos sobre ganhar e perder...(3) O mundo de hoje não é mais como o nosso, e nossas crianças também não....(4) Nosso Flu tá indo bem, vamos torcer para o tropeço dos outros.

DO: (1) Conversei bastante com ele, que viajou mais tranqüilo...(2) Alem da vivencia me parece que trouxe um terceiro lugar hoje, vou confirmar.

Mary: (1) Procuro ser o melhor possível, pelo menos faço minha parte, a que acho correta...(2) Não podia estar ausente numa hora dessas, minha vontade era viajar também, mas sozinho ele aprenderá mais...(3) Era tempo que a vida era um mar de rosas.

Elisa: (1) O meu fez 14 anos...(2) É que hoje já não se tem tanto espaço para brincadeiras como antes...(3) Filho é tudo para nós. Costumo dizer que o homem e a mulher só se realizam verdadeiramente quando têm um filho.

Liliane: (1) Isso mesmo!....(2) O feriado foi tranquilo, passei na casa de um amigo, ´´filando a bóia``.

Nilza: (1) Super correria!...(2) Não tem de quê, voltarei sempre!

Gi: (1) Não lembro em que brincadeira se usava isso...(2) Obrigado...(3) Principalmente, se o filho dá retorno, o amor é uma torça, não pode ser diferente...(4) Se algum dia tiver um tempinho apareça num desses paraísos, quando minha casa estiver pronta, sinta-se convidada.

Drica: (1) Obrigado...(2) É verdade, para a formação é essencial para a criança.

Gilzinha: (1) Não há de quê...(2) Estava e estou em Maceió, mas amanhã já pego a estrada de novo rumo à Natal...(3) Que pena! Um dia, se puder, apareça por aqui.

Carol S.: (1) Ah, então, você viveu o clima. Era boa a reunião de amigos na varanda ou no quintal, os torneios...(3) Obrigado.

Diana: (1) É verdade, meus times de botão eu mesmo fazia, meus dedos e unhas viviam arranhados...(2) O filme é muito bom...(3)Legal! Bom que gosta assim.

Lia : (1) Vejo isso sempre em programas que retratam a vida no interior. Eu mesmo quando viajo pelo interior do estado percebo que a brincadeira ainda é a mesma, até amarelinha as meninas ainda brincam...(2) É bom não deixar morrer, mas também há de se entender a evolução, e que elas precisam disso, de novidade...(3) O perigo está no vício que acarreta essa modernidade...(4) Serei sempre fiel cotidianamente.

Clarinha: (1) Ok, eu te vi passando...(2) Obrigado...(3) Esse é o nosso Flu! Os times agra estão com medo de fazer gol no Cleber...(4) Estaremos aí!!!!

Luma: (1) É difícil, mas existe uma arte bonita nisso...(2) Eu procuro estar sempre presente, tentado entender a individualidade de cada um...(3) Conflitos sempre aparecerão...(4) Mas, como você falou, o amor descomplica isso.

Dê: (1) Obrigado...(2) Tenho certeza disso.

Litinha: (1) Da próxima vez não deixe passar...(2) Obrigado por me ouvir (ou ler)!

Jady: (1) E, eu, com saudades da visitas diárias no seu...(2) Obrigado..(3) Correto, o adolescente quer isso, por mais contrario que seja...(4) Legal!...(5) Sua visita espero que seja constante...(6) Te adoro!

Shê: (1) Tudo bem, eu entendo, e eu que vou ficar nessa correria até dezembro...(2) Também, estou com pouco tempo para entrar na net...(3) Farei uma visita para tomar um cafezinho.

Lulu: (1) Também gostei, agora vou torcer para ele aparecer, pois quero tê-lo na minha coleção...(2) Ano que vem, você está intimada a comparecer por aqui, ok? Crie uma meta, e força de vontade que estará aqui na que vem. E já que não gosta muito de sol, venha em julho.

Rod: (1) Bem vindo!!...(2) Pode deixar aparecei lá...(3) Se eu não pegar mais a enquete: Acho que é uma chata, e não sei é melhor ela ficar doente ou quebrar.

Mirza: (1) Um dia as suas irão encontrar com os meus, ou com meu sobrinho que pratica judô...(2) A Dalva está enrolada com a mudança e o computador ela não está bem de saúde...(3) Foi 10! E vamos repeti-lo.


Escrito por Sergio Nasto,
às 21:55


| Sites e blogs favoritos |
Jady|Cintia|Cecilia|Guga Flaquer|Rackel|J. Neto|Euza|Carol|Bandeiras| Babi Soler|Natalia|Morcego|Drica|Claudia| Teti| Sidnei|Sieger | Lulu | Beti Timm|Ju|Katia|Eliana|Advi|Mirella|Raquel|Talita | Gisele|Luciana|Van |Juliana|Menina |Luana|Micha | Meninas/a>|Sonia | Dácio Jaegger| Monica Montone | Ana | Alê|Josi|Liz|Marcos | |Giovana Manzoli |Grace|Mario|DO| Be| Pepê|Katia| Mirza|MaithII|Luma|Janaina|Lia|Rosa|Cris Penaforte| Lino| Saramar|Mani|Ana Pontes| Raquel Moniz|Meire| Cilene|Sandra Turner|Fernanda|Hiran|Dalva|Mary|LilianePaula| Edgar|Magui|Sammyra|Mere|Tina Harris|Tina|Monica Cabral||Bel| Laura|Veronica|Elvira|Alice|Fabiola|Maith|Kall|Keila|Cejunior| Patty|Elisabete|F.|Marconi| Daniele|Barbara|Loba|Euza|Di|Fred|Vivi|Lili|Vera|Georgia| Elis|Paulo|PauloII|
| Arquivos |
02.2005 03.2005 04.2005 05.2005 06.2005 07.2005 08.2005 09.2005 10.2005 11.2005 12.2005 01.2006 02.2006 03.2006 04.2006 05.2006 06.2006 07.2006 08.2006 09.2006 10.2006 11.2006 12.2006 01.2007 02.2007 03.2007 04.2007 05.2007 06.2007 07.2007 08.2007 09.2007 10.2007 11.2007 12.2007 01.2008 02.2008 03.2008 04.2008 05.2008 07.2008 10.2008 11.2008 12.2008 01.2009 04.2009 06.2009 07.2009 08.2009 09.2009 11.2009 12.2009 02.2010 04.2010 05.2010 06.2010 07.2010 11.2010 12.2010 04.2011 08.2011


| Créditos |
Blogspot | Getty Images | Haloscan | Inversa


<body> <BGSOUND SRC="musicas.mid" LOOP="INFINITE">