|

19 de mai de 2005

Bons Frutos

...E sabe aqueles momentos em que queremos conversar com aquela pessoa especial? Pois é, apesar de tudo, e de todas as diferenças, ela era uma pessoa assim. Já nos conhecíamos desde a reunião de pais no colégio, e agora, naquela inesperada festa do irmão, ´´meu amigo de fé, meu irmão camarada``, era assim que eu o chamava, quando surgiu a oportunidade de uma conversa. Sei que depois da festa, já meio lá meio cá, ela ofereceu a bebida da casa, e ficamos em poucos na grande sala, mas terminou que com o calor que estava fazendo, fomos pra varanda. Foi naquele momento, é claro que depois de alguns minutos, descobri a incrível pessoa que morava dentro daqueles olhos apertados.
Falamos sobre vários assuntos, vida particular e íntima de ambos, e inclusive, falei do amor que sentia por uma amiga dela, e que ela era a primeira pessoa a quem eu contava. Ela disse que acertei em ter lhe falado, por que a amiga havia gostado de mim antes, mas na época eu estava namorando, e ela guardou o sentimento, hoje é ela quem está noiva. O bom da conversa, e maior parte dela foi que acreditávamos no amor, no sentimento amor, não da boca pra fora.Algo como querer bem, gostar, zelar, não trair, lembrar, viver, sem necessariamente estar apaixonado. Acreditávamos que a paixão poderia ser momentânea, que os amores eram partes das nossas escolhas. E são várias na vida, quase sem parar, todos os dias, em busca de um equilíbrio. Então, escrevemos numa folha, cada um na sua, nossas escolhas mais acerTadas e as mais erradas, no máximo de cinco. O que queríamos era encontrar onde estava nosso desejo maior. Depois descobrimos que todas elas, as erradas e as certas, foram em busca de algo que planejávamos o tempo todo, e que à medida que fomos ficando mais experientes, acertamos.
Riscamos uma a uma, e percebemos que essa busca era sempre o caminho do amor, e dessa maneira o conseguimos. Ela me perguntou porque não tentei falar com nossa amiga. Falei que não queria arriscar, que até terminaria com a outra por ela, mas ela era nova e não ia querer arriscar. Ela concordou. É que quando somos mais jovens vemos o amor por uma ótica bem diferente do vasto horizonte de quando somos mais maduros. Quando jovem o risco que corremos é mais pela paixão. Ainda não nos foi dada a chave dos sentimentos de alguém, apenas alguém nos deixou entrar em seu sentimento. Ainda não possuímos a coragem de somente amar sem estarmos apaixonados. Não percebemos que quando dizemos isso, estamos crescendo. Estamos crescendo quando fazemos a coisa certa, quando pensamos que se existe o não fazer, existe o fazer.
A coragem que passa a nos acompanhar é claro, aprendemos com conversas como aquela, nos jogos de perguntas, respostas, escolhas e preferências. Podemos a partir desse exato momento arriscar algo por amor, por aquilo que queremos, onde se trava uma luta diária. Jogamos limpo, preferimos assim, para não sermos covardes. Encontrar alguém é sempre quase tudo o que queremos, e o correto caminho, nós temos que fazê-lo. É dessa forma que quando jovens não observamos. E quando passamos para algo mais que amizade ou conhecimento pomos à prova nosso crescimento, a maneira como lidar, o respeito, o valor. Acreditar em alguém é difícil, e oferecer a chave da casa dos sentimentos, mais difícil ainda, para isso é preciso ser forte, e todos os fortes amam, independentemente de qualquer tempo ou lugar. Os fortes ajudam sem pedir nada em troca, e seu próprio sentimento já é uma.
Descemos do apartamento e fomos pra pracinha em frente, a noite estava agradável, já passava das duas da manhã, e aquele calor das dez horas já estava dormindo aproveitando a amena temperatura. Levantamos, ela pegou na minha mão e fomos caminhar na praia, e lá fizemos uma escolha, e arcamos com as conseqüências.
No final, concordamos que a vida é feita de milhares de escolhas, e que amar alguém é uma delas.

No Gramophone : ´´Carry On``, Alana Davis.


Comentando os Comentários:

Simone: (1) Obrigado pela visita, pela conversa, e não preciso falar a casa é sua, sei que sempre vai aparecer...(2) Destino é palavra para substituir outra quando não lembramos que estamos vivos.

: (1) Obrigado por aparecer...(2) Se você vive, pense no que passou para chegar até hoje. Não chegamos à toa a situação que queremos, chegamos porque queremos.

Ana: (1) Vandré estava certo...(2) Somos donos de nossa vida, o custo é a conseqüência, mas isso, já temos que pensar antes...(3) Flu é uma escolha nossa!

Flôr: (1) Não podemos deixar nosso barco sair do rumo, e quando percebermos que ele está saindo, então fazemos toda a força para trazê-lo de volta. Aí está a diferença para quem se entrega ou não...(2) As coisas se encaixam por que você fez a coisa certa...(3) Flu é a escolha pra felicidade.

Canceriana: (1) Tenho um ótimo relacionamento com meus filhos, isso requer participação, o crescimento deles é o normal da vida, o que ocorre é que temos que prepará-los, e isso é o melhor...(2) A intuição faz parte da sua maneira de escolher o que fazer.

Lulu: (1) Temos que pensar nelas para que acertemos sempre, nesses pontos surge nossa felicidade. Não há por que se arrepender, já que escolha foi a certa pra você...(2) Essa música me traz recordação dos domingos de BH.

Jady: As escolhas terão sempre o mérito, pense em quem você põe a culpa. Imagine várias culpas. Sua cabeça não agüentaria. Bom, é o que eu penso.

Cristiano: Correto, e simples, como viver.

Louca de Atar: (1) Obrigado pela visita, sempre te visitarei...(2) Gosto disso, afinal considero à todos.

Rafa: (1) Obrigado, a idéia é essa: reflexão...(2) Gosto de passar na sua casa, preocupação de amigo.

Carol: (1) As coisa não acontecem sem você querer, não existe uma receita pré- determinada a seguir, a não ser a que você escolhe...(2) Saudades, também.

Drica: (1) Bom, penso que Deus ajuda na escolha nossa, a fé é que nos leva a acreditar no que queremos, e isso faz com que se realize...(2) Se você sai dos trilhos é porque não acredita no caminho precisa de algo mais.

Patrícia: (1) Você está correta, conforme meu pensamento. Não podemos deixar tudo nas mãos do acaso, como desculpas...(2) Abraços.

Teti: A virada da vida penso que é caminho ela em si, então é hora de agirmos, fazermos escolhas, você não pode ser obrigada a seguir as tormentas. O rumo do seu barco é seu.

Claudia Beatriz: (1) É como falei pra Teti, os caminhos da vida podem ser bom pra uns e não pra outros, o seu é você quem faz...(2) Você está certa.

Renata: Perfeito seu comentário, então não seremos acomodados.

Anita: (1) Exatamente, afinal somos donos dela...(2) Realmente a trilha é ótima, sei lá, tudo no filme é legal.

Ana Melo: (1) Acreditar que vai dar certo, estar sempre com pensamento positivo, é uma boa maneira pra acertar nas escolhas, ou pelo menos não se arrepender delas...(2) Você mesmo colhe as respostas.


Escrito por Sergio Nasto,
às 00:06


| Sites e blogs favoritos |
Jady|Cintia|Cecilia|Guga Flaquer|Rackel|J. Neto|Euza|Carol|Bandeiras| Babi Soler|Natalia|Morcego|Drica|Claudia| Teti| Sidnei|Sieger | Lulu | Beti Timm|Ju|Katia|Eliana|Advi|Mirella|Raquel|Talita | Gisele|Luciana|Van |Juliana|Menina |Luana|Micha | Meninas/a>|Sonia | Dácio Jaegger| Monica Montone | Ana | Alê|Josi|Liz|Marcos | |Giovana Manzoli |Grace|Mario|DO| Be| Pepê|Katia| Mirza|MaithII|Luma|Janaina|Lia|Rosa|Cris Penaforte| Lino| Saramar|Mani|Ana Pontes| Raquel Moniz|Meire| Cilene|Sandra Turner|Fernanda|Hiran|Dalva|Mary|LilianePaula| Edgar|Magui|Sammyra|Mere|Tina Harris|Tina|Monica Cabral||Bel| Laura|Veronica|Elvira|Alice|Fabiola|Maith|Kall|Keila|Cejunior| Patty|Elisabete|F.|Marconi| Daniele|Barbara|Loba|Euza|Di|Fred|Vivi|Lili|Vera|Georgia| Elis|Paulo|PauloII|
| Arquivos |
02.2005 03.2005 04.2005 05.2005 06.2005 07.2005 08.2005 09.2005 10.2005 11.2005 12.2005 01.2006 02.2006 03.2006 04.2006 05.2006 06.2006 07.2006 08.2006 09.2006 10.2006 11.2006 12.2006 01.2007 02.2007 03.2007 04.2007 05.2007 06.2007 07.2007 08.2007 09.2007 10.2007 11.2007 12.2007 01.2008 02.2008 03.2008 04.2008 05.2008 07.2008 10.2008 11.2008 12.2008 01.2009 04.2009 06.2009 07.2009 08.2009 09.2009 11.2009 12.2009 02.2010 04.2010 05.2010 06.2010 07.2010 11.2010 12.2010 04.2011 08.2011


| Créditos |
Blogspot | Getty Images | Haloscan | Inversa


<body> <BGSOUND SRC="musicas.mid" LOOP="INFINITE">