|

21 de abr de 2005

Um Caso de Amor Eterno

...E na janela de um apartamento na Rua Domingos Ferreira, em Copacabana, havia um menino com um brilho nos olhos.
Hoje, não lembro ao certo o ano, pode ter sido 1969 ou 1971, comemorando-se a conquista do titulo de Campeão Carioca pelo Fluminense, ou 1970, comemorando-se a Copa do Mundo, só lembro que a festa era grande, muito grande. Eu, debruçado na janela, vi uma das imagens mais lindas da minha vida, que guardei com muito carinho: uma enorme bandeira do Fluminense na janela ao lado. Ali decretei em mente meu amor ao tricolor carioca. Aquele foi um dia especial para mim, um dia verde, grená, e branco.
Anos depois, em 1977, incluia no meu roteiro uma Via Sacra, sempre nos dias em que a aula terminava mais cedo. Eu saía do Cócio Barcellos, colégio onde estudava, em Copacabana, deixava uns amigos, Maria Amélia e Adilson, no Bairro Peixoto, na Rua Maestro Francisco Braga, seguia até a Praça Vereador Rocha Leão, onde deixava o Lisandro, e entrava no Túnel Velho, saindo em Botafogo, atravessava a rua, parava na esquina do Cemitério São João Batista, e me despedia do último companheiro da caminhada, o William Thiago. Eu morava na Rua Voluntários da Pátria, esquina com a Rua Sorocaba, três ou quatro quarteirões depois. Passava lá deixava os livros na portaria, e sempre dizia onde estava, para na deixar minha mãe preocupada. Às vezes escondia-os na banca de jornal, meu primeiro emprego, e seguia pra casa de um e de outro, convidando, íamos conversando e brincando, até a Rua Álvaro Chaves, número 41, onde terminava a Via Sacra. Havia um romantismo em tudo aquilo.
Adorávamos às Laranjeiras, assistir ao treino, ver algum ídolo, ou simplesmente para ficarmos nas arquibancadas descansando, ´´matando o tempo`` como dizíamos na época. Lembro dos maravilhosos dias, da Máquina Tricolor, o grande time do Fluminense bicampeão carioca de 1975/1976, e por muito pouco não fomos campeões brasileiros nesses anos. Grande era simples apelido, ele era o melhor, o enorme. Lembro do pôster do meu quarto, e do mesmo, menor, no meu caderno, abaixo do mini-pôster do Led Zeppelin, os jogadores eram: Renato, Carlos Alberto Torres, Miguel, Edinho e Rodrigues Neto; Carlos Alberto Pintinho, Rivelino e Dirceu; Gil, Doval e Paulo César Caju. Nós amávamos aquele time. Sofremos muito no troca-troca com o Botafogo e Vasco, em 77 e ganhamos naquele ano a Taça Tereza Herrera, na Espanha. Nos decepcionamos com a ida do Rivelino para a Arábia Saudita, em 78. Mas, amor é amor, e mesmo não ganhando títulos nos anos seguintes,continuávamos cada vez mais tricolores. Os anos oitenta nos trariam dias imensamente felizes.
Houve uma tarde esplendorosa quando meu coração quase saltou pela boca, vendo, chorando abraçado com amigos e meros desconhecidos na festa do Campeonato Carioca de 1980, quando Edinho fez o gol de falta em cima do Vasco. Nesse mesmo dia, conheci um bar em frente ao Clube Municipal, na Tijuca, e alguns anos depois, em 1984, no dia em que o Fluminense foi Campeão Brasileiro, também em cima do Vasco, no primeiro jogo, com um gol do Romerito, tomei meu primeiro grande porre e vários Caldos Verdes, junto com o Alexandre, um dos grandes amigos tricolores desde a época do Cócio Barcellos, assim com o Alberto. Não fui ao segundo jogo, pois viajei a trabalho. Lembro do Tri-Campeonato Carioca ( 83,84,85), de Assis fazendo os dois gols nos dos jogos finais, no último minuto no Fla x Flu de 1983, quando nós já descíamos a rampa, voltamos correndo junto com um multidão para comemorarmos o título...Acho que o mais importante gol da história do Fluminense... "Recordar é viver, Assis acabou com você", ecoava no Estádio Mário Filho... ''São os ´´Irmãos Karamazov`` do futebol brasileiro'', dizia Nelson Rodrigues, antes de morrer, a um Fla x Flu, comparando os clubes aos irmãos da obra de Dostoiéviski ...Velhos e bons tempos.
Domingo passado, dia 17 de abril, era um dia especial, aquele era um domingo especial, como os antigos, e seria, mesmo se eu não ficasse plantado casa, esborrachado no sofá, vendo filmes, passando de canal em canal para ver toda e qualquer reportagem sobre o jogo. A tarde chegou e mais ansioso fiquei, até chegar a hora marcada, 1600h. Vendo aquela multidão no Maracanã, não pude deixar de me emocionar, e lembrar de um tempo muito feliz. Era como se fosse um passado. Exceto pelas cores do adversário. Estive nervoso durante todo o jogo, torcia, chutava, passava a mão o rosto, xingava o juiz, o erro, como se estivesse Maracanã, mas eu estava longe, há quilômetros de distancia, perto apenas meu amor e coração. Não sei, mas parece que algo protegia o Fluminense, talvez o canto em fé pra João de Deus, da Young Flu, mas dois gols aos 48 minutos, virar um jogo quase perdido, é coisa que se Nélson Rodrigues estivesse vivo, diria, que foi o ´´Sobrenatural de Almeida``. Bom, sobrenatural ou não, só sei que o Fluminense é Campeão.

No Gramophone: ´´ Carpet Of The Sun``, Renaissance.

Comentando os comentários :

Teti: (1) Quem história terrível essa que você contou...(2) A vida está banalizada, infelizmente.

Jady: (1)Faremos um mundo melhor, ou pelo menos tentaremos para nossos filhos!

Lulu: (1) Existe sim Lulu e que bom que nós sabemos e acreditamos...(2) Ela é linda realmente, o cd todo é ótimo...(3) Obrigado...(4) Rápido? Aparecerei sempre.

Drica: (1)É a realidade, mas nem sempre de real vive o mundo, ainda bem.

Aldy: Conheço há pouco tempo, mas já deu pra saber que ele é excelente.

Canceriana: (1)Você está certa, que maravilha seria se todos pensassem igual a você...(2) Seja bem vinda..(3) Obrigado...(4) Zodiacais?esses eu não conhecia, mas deve ser ótimo, então, pra você também.

Cristiano: Não podemos permitir que invadam nossas vidas, basta que apenas passem largo.

Gisele: (1) O homem realmente esquece de defender-se de si mesmo...(2) Acredito nessa evolução, mas a chance está no dia-a-dia, para isso somos inteligentes.

Shê: Pensamos muito, todos os dias, se pararmos, morreremos.

Anita: (1) Obrigado!..(2) Estamos cercados, mas há uma brecha onde nossa esperança pode e deve passar.

L.:(1) Não, e novamente não falou no e-mail...(2)Passarei lá.


Escrito por Sergio Nasto,
às 22:22


| Sites e blogs favoritos |
Jady|Cintia|Cecilia|Guga Flaquer|Rackel|J. Neto|Euza|Carol|Bandeiras| Babi Soler|Natalia|Morcego|Drica|Claudia| Teti| Sidnei|Sieger | Lulu | Beti Timm|Ju|Katia|Eliana|Advi|Mirella|Raquel|Talita | Gisele|Luciana|Van |Juliana|Menina |Luana|Micha | Meninas/a>|Sonia | Dácio Jaegger| Monica Montone | Ana | Alê|Josi|Liz|Marcos | |Giovana Manzoli |Grace|Mario|DO| Be| Pepê|Katia| Mirza|MaithII|Luma|Janaina|Lia|Rosa|Cris Penaforte| Lino| Saramar|Mani|Ana Pontes| Raquel Moniz|Meire| Cilene|Sandra Turner|Fernanda|Hiran|Dalva|Mary|LilianePaula| Edgar|Magui|Sammyra|Mere|Tina Harris|Tina|Monica Cabral||Bel| Laura|Veronica|Elvira|Alice|Fabiola|Maith|Kall|Keila|Cejunior| Patty|Elisabete|F.|Marconi| Daniele|Barbara|Loba|Euza|Di|Fred|Vivi|Lili|Vera|Georgia| Elis|Paulo|PauloII|
| Arquivos |
02.2005 03.2005 04.2005 05.2005 06.2005 07.2005 08.2005 09.2005 10.2005 11.2005 12.2005 01.2006 02.2006 03.2006 04.2006 05.2006 06.2006 07.2006 08.2006 09.2006 10.2006 11.2006 12.2006 01.2007 02.2007 03.2007 04.2007 05.2007 06.2007 07.2007 08.2007 09.2007 10.2007 11.2007 12.2007 01.2008 02.2008 03.2008 04.2008 05.2008 07.2008 10.2008 11.2008 12.2008 01.2009 04.2009 06.2009 07.2009 08.2009 09.2009 11.2009 12.2009 02.2010 04.2010 05.2010 06.2010 07.2010 11.2010 12.2010 04.2011 08.2011


| Créditos |
Blogspot | Getty Images | Haloscan | Inversa


<body> <BGSOUND SRC="musicas.mid" LOOP="INFINITE">