|

15 de abr de 2005

O Crime do Século
...E encontramos alguém que recebe um telefonema dentro do presídio, alguém passa uma informação fora do presídio, alguém recebe por ela dentro do presídio, alguém paga muito bem pelo serviço fora do presídio, alguém comete um crime...Fácil, fácil...Então, voltemos...Alguém comete um crime, alguém pagou muito bem pelo serviço, alguém recebe...Vamos por parte: alguém recebe pela informação ou pelo crime?A informação vem de dentro, o telefonema de fora...O crime é cometido fora, mas quem recebeu está dentro. No fundo, o crime é cometido dentro e fora da cadeia. No sofá do gabinete, no salão de uma biblioteca, numa convenção, numa reunião política, no trem e ônibus. Seus importantes membros estão sentados lá dentro, os outros estão em pé, fora, esperando o comando, a recepção do dinheiro, o depósito da confiança no serviço bem feito.
Assim, deparamos como são cometidos todos os crimes, dessa forma vive toda a humanidade em todos os tempos. É inútil hoje, se criar novas leis para se combater a violência. Todos os métodos foram postos à mesa, num tribunal, mas os crimes continuam. Não há um método infalível, não há um ser humano sem crime. Uns combatem a pena de morte, mas se massacrarem suas famílias, querem se vingar de todos, matando-os, de preferência. Se há um criminoso confesso, há um advogado para libertá-lo, em nome da democracia, e liberdade. O criminoso, então, tinha liberdade para matar? Se há provas para incriminar um inocente, aparecem os que querem linchá-los, cometendo, assim, um crime.
Quem convenhamos, ganha com os crimes e criminosos? Quem ganha com as liberdades para matar? Digo matar, por ser o pior de todos os crimes.Pode ser matar a fome.Nem todos mudam rumos. Ganham, a audiência da tv, as vendas dos jornais e revistas, os juízes com suas condenações e liberdades compradas, os governos com verbas para a segurança, os donos de empresa de segurança, as seguradoras, as fábricas de alarmes...O criminoso, ele já deu o que tinha que dá, então, matá-lo, é o ideal. A vitima, lamenta-se, apenas. E, nessa estrada, a humanidade segue para onde nem ela mesma quer saber, um horizonte vertical, uma história sem moral, onde no final todos perdem. Perde quem passa uma informação, quem paga, quem recebe, quem mata. O esquecimento total de sentimentos, ou do que se foi um dia. Se hoje alguém não se acha um Ser, ele nunca o foi. Esse é o crime dos séculos e séculos. O homem comete crimes por falta de descobertas, e a principal é de si mesmo.Come-se o pão que o diabo amassou hoje, amanhã Deus oferece a melhor fruta, e ele não agradece.
Desse jeito voltamos à estaca zero, ao conhecido crime, de Caim e Abel. Crimes e vidas são oportunidades. Muitos são sem motivos, o criminoso não conhece sequer a vítima, se rouba é por estar sem emprego, se está em emprego é por que não estudou, se não estudou é por que não lhe deram a oportunidade. O homem nunca respeitou o homem. O homem subjulga o homem. O homem não acredita no homem. O homem não sabe o que é homem.O homem não sabe o valor do homem.
Agora, paramos, então, no início de tudo, início do que não pensamos, inicio do que não falamos, início do que não sabemos, início do onde viemos, início para onde vamos. Esse é o centro de tudo, e para tudo. Penso que o homem ainda está para descobrir o que realmente ele é. Não existe sentido em tantas guerras, violências...Isso é mundial, não há lugares isolados, então tudo leva a crer que é do homem.O mal do homem. Ainda não existem lugares isolados, porque o homem não sabe do seu sentido na terra, quando cada um souber sua missão, cada um viverá para cumpri-la. Em se cumprindo, verá que poderá ser feliz. A felicidade existe, tanto que não há na terra um homem que não queira ser feliz, que não tenha amor.A missão não é única, as partes se encaixam com o tempo. Cada etapa vencida é uma felicidade encontrada
Descubra, acredite em si, e saberás sua missão.

No Gramophone: ´´No Surprises``, Radiohead.

Comentando os comentários:

L.: (1) Nem tanto, minha amiga...(2) Cuidado para não esquecer de respirar...(3) Não, você não falou, diga por e-mail.

Drica: (1) Já plantei um arvore, já tenho um filho, falta escrever um livro..(2) Obrigado.

Shê: (1) Obrigado..(2) É triste, como a morte, e real.

Teti: (1) Também não gosto...(2) Peguei-a no colo para ver se ela tava só machucada, pois, carro passou por cima, e quando vi o sangue pela boca é que vi que não havia jeito.

Jady: O susto chega a ser igual, o choque é diferente.

Anita: (1) É realmente triste sua história mas, com final feliz e glorioso...(2) Obrigado.

Ana: (1)Obrigado!..(2) Você já escreveu as palavras.

Claudia: (1) Obrigado...(2) Grande observação dos gatos americanos..2) infelizes, os gatos cariocas.


Escrito por Sergio Nasto,
às 00:38


| Sites e blogs favoritos |
Jady|Cintia|Cecilia|Guga Flaquer|Rackel|J. Neto|Euza|Carol|Bandeiras| Babi Soler|Natalia|Morcego|Drica|Claudia| Teti| Sidnei|Sieger | Lulu | Beti Timm|Ju|Katia|Eliana|Advi|Mirella|Raquel|Talita | Gisele|Luciana|Van |Juliana|Menina |Luana|Micha | Meninas/a>|Sonia | Dácio Jaegger| Monica Montone | Ana | Alê|Josi|Liz|Marcos | |Giovana Manzoli |Grace|Mario|DO| Be| Pepê|Katia| Mirza|MaithII|Luma|Janaina|Lia|Rosa|Cris Penaforte| Lino| Saramar|Mani|Ana Pontes| Raquel Moniz|Meire| Cilene|Sandra Turner|Fernanda|Hiran|Dalva|Mary|LilianePaula| Edgar|Magui|Sammyra|Mere|Tina Harris|Tina|Monica Cabral||Bel| Laura|Veronica|Elvira|Alice|Fabiola|Maith|Kall|Keila|Cejunior| Patty|Elisabete|F.|Marconi| Daniele|Barbara|Loba|Euza|Di|Fred|Vivi|Lili|Vera|Georgia| Elis|Paulo|PauloII|
| Arquivos |
02.2005 03.2005 04.2005 05.2005 06.2005 07.2005 08.2005 09.2005 10.2005 11.2005 12.2005 01.2006 02.2006 03.2006 04.2006 05.2006 06.2006 07.2006 08.2006 09.2006 10.2006 11.2006 12.2006 01.2007 02.2007 03.2007 04.2007 05.2007 06.2007 07.2007 08.2007 09.2007 10.2007 11.2007 12.2007 01.2008 02.2008 03.2008 04.2008 05.2008 07.2008 10.2008 11.2008 12.2008 01.2009 04.2009 06.2009 07.2009 08.2009 09.2009 11.2009 12.2009 02.2010 04.2010 05.2010 06.2010 07.2010 11.2010 12.2010 04.2011 08.2011


| Créditos |
Blogspot | Getty Images | Haloscan | Inversa


<body> <BGSOUND SRC="musicas.mid" LOOP="INFINITE">